Senado rasga a tanga a favor da corrupção

     - SENADORES SALVAM AÉCIO NEVES, O LADRÃO E LÍDER DO GOLPE -  Apesar das evidências de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu propinas da JBS, nos vídeos em que são entregues malas de R$ 2 milhões a seu primo Fred Pacheco, o Senado Federal...

    Montes Claros completa hoje 185 anos

       - Os pesquisadores Laurindo Mékie e Marcos Fábio afirmam que a instauração do município foi em 1832. Eles explicam que em 3 de julho Montes Claros recebeu o título de 'cidade'. -  Ao contrário do que a maioria da população acredita, a emancipação...

    STF tem obrigação moral de anular o golpe

     - O golpe contra a presidente Dilma Rousseff e contra a própria democracia brasileira foi comprado por Eduardo cunha - Com a revelação feita pelo delator Lúcio Funaro de que Eduardo Cunha lhe pediu R$ 1 milhão para comprar votos de deputados...

    Onde anda os colares da Ana Maria Brega?

     - A corrupção triplicou e os preços dos alimentos dispararam depois do golpe, e as panelas emudeceram -  A apresentadora Ana Maria Braga, a mesma que protagonizou em 2007 o movimento direitista “Cansei” pelo impeachment de Lula, sempre aparecia no...

    Ô... Coitado! Aécio se diz injustiçado.

     Pó pará, Aécio! Responsável pelo golpe que arruinou o Brasil, o bandido mais delatado por corrupção, agora se diz injustiçado, mesmo sendo o maior beneficiado desta justiça tendenciosa, viciada, burguesa e partidária que pende sempre pelo lado...

    separador 1

    Notícias locais

       - Os pesquisadores Laurindo Mékie e Marcos Fábio afirmam que a instauração do município foi em 1832. Eles explicam que em 3 de julho Montes Claros recebeu o título de 'cidade'. -  Ao contrário do que a...
     - Prefeitura de Montes Claros consegue reconhecimento federal para comunidade quilombola de Monte Alto -  Monte Alto é uma comunidade rural, localizada a aproximadamente 42 quilômetros da cidade de...
    Mais emNotícias Locais  

    Notícias regionais

     Pó pará, Aécio! Responsável pelo golpe que arruinou o Brasil, o bandido mais delatado por corrupção, agora se diz injustiçado, mesmo sendo o maior beneficiado desta justiça tendenciosa, viciada,...
     Segundo levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, o ex-presidente Lula segue na liderança da preferência dos mineiros, enquanto o governador Fernando Pimentel é favorito ao governo do...

    Notícias nacionais

     - SENADORES SALVAM AÉCIO NEVES, O LADRÃO E LÍDER DO GOLPE -  Apesar das evidências de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu propinas da JBS, nos vídeos em que são entregues malas de R$ 2...
     - O golpe contra a presidente Dilma Rousseff e contra a própria democracia brasileira foi comprado por Eduardo cunha - Com a revelação feita pelo delator Lúcio Funaro de que Eduardo Cunha lhe pediu R$...

    separador 1

    Mundo

    O PAÍS DA VENEZUELA ESTÁ MAIS MADURO
    Segunda, 16 Outubro 2017
    Thumbnail  - ELEIÇÕES NA VENEZUELA: GOVERNISTAS VENCEM OPOSIÇÃO EM 17 ESTADOS - – Embora seja chamado de "ditador" pela imprensa nacional, que apoiou um golpe parlamentar contra a presidente Dilma Rousseff e...
    Mais emMundo  

    Esportes

    TEMER CORTA 87% DO ORÇAMENTO DO ESPORTE
    Terça, 26 Setembro 2017
    Thumbnail  Cadê a golpista Ana Paula do vôlei e o fenômeno do oportunismo Ronaldo – o Ronalducho?  Na semana passada, o covil golpista encaminhou à Câmara Federal sua proposta para a Lei Orçamentária Anual...
    Mais emEsportes  

    Segurança Pública

    Thumbnail  - Eu nunca falei sobre a situação de um acusado, mas somente sobre atos judiciários. Eu pessoalmente evito falar de pessoas que foram meus acusados, mesmo depois do processo. Quando vou às escolas, eu...

     

    separador blogosfera

    Temer não é audacioso, e sim oportunista

     LE MONDE: BRASIL COMPLETA UM ‘ANO HORRÍVEL’ DE TEMER NO PODER

     O jornal Le Monde desta terça-feira, 16, traz uma reportagem de página inteira sobre a situação política do Brasil; em texto de uma página, o jornal diz que Temer "tem dificuldade para impor sua legitimidade"; "Desconfortável, ele foge desse 'povo' que gostava tanto de Lula. Impopular, ele evita as cerimônias públicas, com medo de ser vaiado"; jornal francês diz que um ano após a saída de Dilma do poder, a recessão e o desemprego continuam destruindo o país, enquanto os escândalos de corrupção, que não poupam nenhum partido, provocam um vazio político; "Um espaço deserto que apenas Lula consegue ocupar", apesar das acusações de corrupção que também o atingem, analisa o texto


    Rádio França Internacional - O jornal Le Monde que chegou às bancas na tarde desta terça-feira (16) traz uma reportagem de página inteira sobre a situação política do Brasil. Com a chamada de capa "O ano horrível de Temer", a correspondente do vespertino em São Paulo faz um balanço do mandato desse "chefe de Estado acidental" que, segundo o texto, mergulha o país em uma profunda desordem.

    Um ano após ter substituído a presidente de esquerda Dilma Rousseff, Michel Temer, que é "motivo de chacota por seu excesso de solenidade, tem dificuldade para impor sua legitimidade", explica o jornal. "Desconfortável, ele foge desse 'povo' que gostava tanto de Lula. Impopular, ele evita as cerimônias públicas, com medo de ser vaiado", continua o vespertino.

    Para explicar esse contexto, a correspondente traça um perfil do atual presidente, lembrando que ele "representa melhor que ninguém a elite paulista". O texto qualifica Temer, ex-presidente da Câmara dos deputados e professor de direito constituicional de refinado, erudito, fã de poesia, e que usa sempre um vocabulário preciso. "Um aristocrata, que representa o oposto de Lula, o 'pai dos pobres', querido dos mais humildes e que adora pontuar seus discursos com metáforas futebolísticas", compara.

    Do lado político, Le Monde explica que o atual chefe de Estado é um especialista das negociações entre partidos, das alianças e das intrigas. Segundo o vespertino, Temer não é audacioso, e sim oportunista. Ao sentir que a rua começava a protestar contra Dilma, ele se afastou da presidente, se isentando de qualquer responsabilidade nos erros da então chefe de Estado, explica o texto.

    "Traidor para alguns, salvador da Pátria para outros, Temer prometeu, em seu primeiro discurso, reconciliar um Brasil castigado pelo impeachment. Mas seus primeiros passos foram apocalípticos", lembra a correspondente, frisando que o governo do novo presidente era composto apenas por homens, brancos e idosos, projetando uma imagem ultrapassada. Sem esquecer a polêmica tentativa de acabar com o ministério da Cultura e suas declarações desastrosas sobre as mulheres, que irritaram os feministas, enumera o texto.

    Mês após mês, a magra popularidade do presidente desmorona ao ponto de se aproximar de sua antecessora, constata a correspondente, lembrando que os muros das grandes cidades estão repletos de pichações "Fora Temer". Mesmo assim, o chefe de Estado não parece se incomodar, comenta a reportagem. Ele se sentiria apoiado pelo mundo dos negócios de direita para implementar seu impopular programa de reformas estruturais, como a da aposentadoria ou ainda o congelamento dos gastos públicos do país, continua o texto.

    A reportagem lembra que Temer não pretende se candidatar em 2018 e explica que um ano após a saída de Dilma do poder, a recessão e o desemprego continuam destruíndo o país, enquanto os escândalos de corrupção, que não poupam nenhum partido, provocam um vazio político. "Um espaço deserto que apenas Lula consegue ocupar", apesar das acusações de corrupção que também o atingem, analisa o texto.

    Leia na íntegra reportagem do Le Monde.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper