Vaza a sentença de Moro condenando Lula

     Vazou para a revista IstoÉ, na edição deste fim de semana, a sentença do juiz Sérgio Moro condenando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A publicação é precisa no furo: 22 anos de cadeia. Blog do Esmael Segundo a IstoÉ, a sentença condenará...

    Até os eleitores tucanos querem a expulsão do Aécio

     - É o que aponta uma pesquisa interna do PSDB, que é devastadora para Aécio.- Ela revela que 61% dos entrevistados defendem o afastamento imediato de Aécio do partido. O levantamento também apontou que 61% votaram nele no primeiro e no segundo...

    Mesmo sem nenhuma prova Moro condenará Lula

      FOLHA ADMITE QUE LULA PODE SER CONDENADO APENAS COM BASE EM INDÍCIOS   - Uma reportagem da Folha de S.Paulo finalmente admitiu a falta de provas para uma eventual condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato. "Às vésperas da...

    STF ABRE NOVO INQUÉRITO CONTRA AÉCIO NEVES

     - Desta vez é por lavagem de dinheiro - Este inquérito deve apurar suposto recebimento pelo senador afastado de mais de R$ 60 milhões em propina, por meio de notas fiscais frias da JBS -  Agência Brasil - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Proteção ambiental: cidade ganhará Pelotão Verde

     Montes Claros contará com mais um reforço na fiscalização e proteção ao meio ambiente  As constantes invasões em área de preservação ambiental serão amenizadas com a criação da guarda ambiental. Recentemente, Paulo Ribeiro comandou a desocupação da área...

    separador 1

    Notícias locais

     Montes Claros contará com mais um reforço na fiscalização e proteção ao meio ambiente  As constantes invasões em área de preservação ambiental serão amenizadas com a criação da guarda ambiental. Recentemente,...
     - Prefeitura de Montes Claros realiza levantamento nas comunidades rurais sobre os danos causados pela seca -  No dia 24 de fevereiro o município de Montes Claros decretou estado de emergência, devido...
    Mais emNotícias Locais  

    Notícias regionais

     - É o que aponta uma pesquisa interna do PSDB, que é devastadora para Aécio.- Ela revela que 61% dos entrevistados defendem o afastamento imediato de Aécio do partido. O levantamento também apontou que...
     A inédita obra de Téo Azevedo, norte-mineiro que venceu o Grammy Latino de melhor Álbum de Raiz em 2013, é a inspiração para o CD Choro do Cerrado, projeto desenvolvido junto à Unimontes. O material...

    Notícias nacionais

     Vazou para a revista IstoÉ, na edição deste fim de semana, a sentença do juiz Sérgio Moro condenando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A publicação é precisa no furo: 22 anos de cadeia....
      FOLHA ADMITE QUE LULA PODE SER CONDENADO APENAS COM BASE EM INDÍCIOS   - Uma reportagem da Folha de S.Paulo finalmente admitiu a falta de provas para uma eventual condenação do ex-presidente Luiz...

    separador 1

    Mundo

    Thumbnail  - O périplo internacional de Michel Temer se consolidou como devastador para o que ainda restava da imagem do Brasil para o mundo. Na Rússia, Temer foi rebaixado pelo presidente Vladimir Putin, que...
    Mais emMundo  

    Esportes

    Thumbnail  - A torcida organizada Galoucura, maior organizada do Clube Atlético Mineiro vem idolatrando a figura do general René Barrientos por meio de bandeiras, camisas e até funk. -  Pior que empunhar a...
    Mais emEsportes  

    Segurança Pública

    Thumbnail  - Há algo em comum entre Michel Temer e Deltan Dallagnoll. -  Por Luis Nassif Divulgada a informação de que viajou para um encontro da LIDE em um avião da JBS, inicialmente Michel Temer admitiu a...

     

    separador blogosfera

    Temer não é audacioso, e sim oportunista

     LE MONDE: BRASIL COMPLETA UM ‘ANO HORRÍVEL’ DE TEMER NO PODER

     O jornal Le Monde desta terça-feira, 16, traz uma reportagem de página inteira sobre a situação política do Brasil; em texto de uma página, o jornal diz que Temer "tem dificuldade para impor sua legitimidade"; "Desconfortável, ele foge desse 'povo' que gostava tanto de Lula. Impopular, ele evita as cerimônias públicas, com medo de ser vaiado"; jornal francês diz que um ano após a saída de Dilma do poder, a recessão e o desemprego continuam destruindo o país, enquanto os escândalos de corrupção, que não poupam nenhum partido, provocam um vazio político; "Um espaço deserto que apenas Lula consegue ocupar", apesar das acusações de corrupção que também o atingem, analisa o texto


    Rádio França Internacional - O jornal Le Monde que chegou às bancas na tarde desta terça-feira (16) traz uma reportagem de página inteira sobre a situação política do Brasil. Com a chamada de capa "O ano horrível de Temer", a correspondente do vespertino em São Paulo faz um balanço do mandato desse "chefe de Estado acidental" que, segundo o texto, mergulha o país em uma profunda desordem.

    Um ano após ter substituído a presidente de esquerda Dilma Rousseff, Michel Temer, que é "motivo de chacota por seu excesso de solenidade, tem dificuldade para impor sua legitimidade", explica o jornal. "Desconfortável, ele foge desse 'povo' que gostava tanto de Lula. Impopular, ele evita as cerimônias públicas, com medo de ser vaiado", continua o vespertino.

    Para explicar esse contexto, a correspondente traça um perfil do atual presidente, lembrando que ele "representa melhor que ninguém a elite paulista". O texto qualifica Temer, ex-presidente da Câmara dos deputados e professor de direito constituicional de refinado, erudito, fã de poesia, e que usa sempre um vocabulário preciso. "Um aristocrata, que representa o oposto de Lula, o 'pai dos pobres', querido dos mais humildes e que adora pontuar seus discursos com metáforas futebolísticas", compara.

    Do lado político, Le Monde explica que o atual chefe de Estado é um especialista das negociações entre partidos, das alianças e das intrigas. Segundo o vespertino, Temer não é audacioso, e sim oportunista. Ao sentir que a rua começava a protestar contra Dilma, ele se afastou da presidente, se isentando de qualquer responsabilidade nos erros da então chefe de Estado, explica o texto.

    "Traidor para alguns, salvador da Pátria para outros, Temer prometeu, em seu primeiro discurso, reconciliar um Brasil castigado pelo impeachment. Mas seus primeiros passos foram apocalípticos", lembra a correspondente, frisando que o governo do novo presidente era composto apenas por homens, brancos e idosos, projetando uma imagem ultrapassada. Sem esquecer a polêmica tentativa de acabar com o ministério da Cultura e suas declarações desastrosas sobre as mulheres, que irritaram os feministas, enumera o texto.

    Mês após mês, a magra popularidade do presidente desmorona ao ponto de se aproximar de sua antecessora, constata a correspondente, lembrando que os muros das grandes cidades estão repletos de pichações "Fora Temer". Mesmo assim, o chefe de Estado não parece se incomodar, comenta a reportagem. Ele se sentiria apoiado pelo mundo dos negócios de direita para implementar seu impopular programa de reformas estruturais, como a da aposentadoria ou ainda o congelamento dos gastos públicos do país, continua o texto.

    A reportagem lembra que Temer não pretende se candidatar em 2018 e explica que um ano após a saída de Dilma do poder, a recessão e o desemprego continuam destruíndo o país, enquanto os escândalos de corrupção, que não poupam nenhum partido, provocam um vazio político. "Um espaço deserto que apenas Lula consegue ocupar", apesar das acusações de corrupção que também o atingem, analisa o texto.

    Leia na íntegra reportagem do Le Monde.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper