Impacto ambiental na reserva de Pandeiros é tema de pesquisa

     A Área de Proteção Ambiental (APA) de Pandeiros, entre os municípios de Januária e Bonito de Minas, no Norte de Minas, é objeto de estudo do curso de Geografia da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).  A Área de Proteção Ambiental em...

    Gasolina teve nova alta neste sábado. Cadê você coxinha?

     O novo aumento da gasolina vale a partir deste sábado dia 20  A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 0,70% no preço da gasolina nas refinarias, a partir de hoje. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela...

    O que pensa Dilma Rousseff sobre Aécio Neves?

     DILMA: EU JÁ SABIA QUE AÉCIO ERA PLAYBOY, MAS NÃO TÃO LADRÃO ASSIM  – Derrubada pelo golpe liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), em parceria com Eduardo Cunha, condenado a mais de 15 anos de prisão, a presidente deposta Dilma Rousseff afiou...

    Temos de escolher os governantes nas urnas, diz Odair José

     Cantor símbolo da era brega participa pela primeira vez de um ato político  "Estou participando de um ato político pela primeira vez em 40 e tantos anos. A minha participação sempre foi pela música", disse o artista, apresentando-se como "pró povo...

    Raquel Muniz trai novamente os trabalhadores

     Após votar a favor da reforma trabalhista, a deputada declarou apoio à reforma da Previdência de Temer  A golpista deputada, que votou pelo impeachment da presidenta honesta Dilma Rousseff, para colocar uma gangue no Palácio do Planalto; e na...

    separador 1

    Notícias locais

     O novo aumento da gasolina vale a partir deste sábado dia 20  A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 0,70% no preço da gasolina nas refinarias, a partir de hoje. A...
     A Prefeitura de Montes Claros concluiu a criação das novas redes de transmissão localizadas no bairro Ibituruna, obra que foi paralisada na administração passada e que foi retomada em abril do ano...
    Mais emNotícias Locais  

    Notícias regionais

     A Área de Proteção Ambiental (APA) de Pandeiros, entre os municípios de Januária e Bonito de Minas, no Norte de Minas, é objeto de estudo do curso de Geografia da Universidade Estadual de Montes...
     Após votar a favor da reforma trabalhista, a deputada declarou apoio à reforma da Previdência de Temer  A golpista deputada, que votou pelo impeachment da presidenta honesta Dilma Rousseff, para...

    Notícias nacionais

     DILMA: EU JÁ SABIA QUE AÉCIO ERA PLAYBOY, MAS NÃO TÃO LADRÃO ASSIM  – Derrubada pelo golpe liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), em parceria com Eduardo Cunha, condenado a mais de 15 anos de...
     Cantor símbolo da era brega participa pela primeira vez de um ato político  "Estou participando de um ato político pela primeira vez em 40 e tantos anos. A minha participação sempre foi pela música", disse o...

    separador 1

    Mundo

    Thumbnail  Grande parte deles é de louros e louras, a grande maioria de brancos.  Não vêm dos “países de merda” a que Donald Trump se referiu outro dia, falando de nações africanas e latinoamericanas. Não têm casa,...
    Mais emMundo  

    Esportes

    Thumbnail  - GAROTINHO DIZ TER DOCUMENTOS PROVANDO ACUSAÇÕES À GLOBO -  Solto na semana passada após decisão do ministro Gilmar Mendes, o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) publicou texto em...
    Mais emEsportes  

    Segurança Pública

    Thumbnail  - A MÚSICA MAIS VIRAL DO SPOTIFY BRASIL FAZ APOLOGIA AO ESTUPRO -  "Surubinha de Leve", do MC Diguinho, está no topo da lista do Spotify. Na terça-feira (16), o funk chegou ao primeiro lugar na...

    www.autopecasONLINE24.pt

     

    separador blogosfera

    Áustria: protestos marcam posse de Kurz

     Manifestante durante o protesto em Viena contra o novo Governo austríaco e rechaçando o nazismo Manifestante durante o protesto em Viena contra o novo Governo austríaco e rechaçando o nazismo 

     O novo Governo austríaco, encabeçado pelos conservadores de Sebastian Kurz, do Partido Popular Austríaco (ÖPV), tomou posse na segunda-feira (18) em meio a protestos de milhares de pessoas contrariadas com a volta ao poder do FPÖ (ultradireita), que participará da Coalização do governo

    Após uma década sem cargos no Executivo federal, a extrema-direita voltará a ser um sócio da coalizão de Governo, com o controle de ministérios importantes como Interior e Relações Exteriores. Um sólido cordão policial impediu que os manifestantes se aproximassem do palácio imperial de Viena, onde o presidente, o progressista Alexander van der Bellen, exortou o novo Executivo a manter uma política pró-europeia e de respeito às liberdades e minorias.

    O discurso do chefe do Estado refletiu a divisão da sociedade austríaca em torno da participação dos ultranacionalistas de Heinz-Christian Strache no Executivo, ao mesmo tempo em que tentou lançar uma mensagem tranquilizadora ao exterior e especialmente à União Europeia.

    Van der Bellen incluiu entre os “princípios fundamentais” da ação governamental o respeito às liberdades, “às diferenças e às minorias”, num país com 700.000 muçulmanos (de 8,7 milhões de habitantes). Cobrou também “apoio aos mais fracos” sem fazer menção à intenção do novo Governo de cortar benefícios sociais, sobretudo aos refugiados, e de endurecer a política imigratória.

    O presidente cobrou explicitamente do Executivo que “respeite a história da Áustria, tanto os capítulos positivos como os mais escuros”, numa clara alusão ao passado nazista do país natal de Adolf Hitler. A biografia de vários ministros, e também de Strache, inclui contatos com extremistas ou neonazistas no passado, além da filiação a confrarias pangermânicas.

    Nas diversas passeatas que confluíam para os arredores do palácio imperial, o passado xenofóbico e antissemita da FPO era recordado pelos manifestantes em seus gritos e cartazes, com frases como “Gabinete dos horrores” e “Não deixem os nazistas governarem”. Cerca de 6.000 pessoas, segundo a polícia, se aglomeraram diante de um cordão policial formado por 1.500 agentes. “Com os ministérios do Interior e Defesa, a ultradireita controlará as principais alavancas do poder”, queixava-se Claudia, de 45 anos, em declarações à agência France Presse.


    Sebastian Kurz, novo primeiro-ministro, e Strache, líder do partido de extrema-direita FPO

    A concentração transcorreu sem incidentes destacáveis. Em 2000, a revolta contra a participação da ultradireita no Governo obrigou os ministros a entrarem no palácio imperial por um corredor subterrâneo. Também a reação da UE, que na época isolou diplomaticamente a Áustria durante alguns meses, foi contida. O Governo alemão manifestou seu desejo de uma relação “boa e estreita”, mas também “baseada em valores”, destacou um porta-voz. A chanceler (primeira-ministra) alemã, Angela Merkel, comentou que “observaremos com interesse a posição deles com relação à Europa”. A França, por sua vez, confia num “diálogo pró-europeu” com a Áustria.

    As medidas ultraconservadoras da nova Coalização

    A nova coalização responsável por governar assume como prioridade a "segurança", medidas contra imigração e cortes de benefícios a refugiados. Quer diminuir impostos e cortar financiamentos no investimento público. Apesar de se declarar pró-europeu, promete lutar para que a União Europeia “faça menos com mais eficácia” e ter menos poder de decisão em certas áreas. Periodicamente surgem em suas fileiras casos de xenofobia e antissemitismo — aos quais a direção só responde quando chegam à opinião pública.

    No Parlamento Europeu, o FPÖ pertence ao grupo eurocético "Europa das Nações e da Liberdade", junto com partidos como o de Geert Wilders na Holanda ou Marine Le Pen em França, que, aliás, saudaram com entusiasmo a entrada do FPÖ no Governo.

    No programa do executivo está a garantia da permanência austríaca na União Europeia, que não vai ser sujeita a referendo (uma ideia do FPÖ que foi afastada – talvez também pela sua fraca popularidade entre os austríacos, onde a maioria defende a permanência na União Europeia).

    O FPÖ tem como mantra "representar a voz do povo contra as elites", apresentando aqueles que dele discordam como inimigos ou corruptos (é precisamente esta característica que faz dele um partido populista).

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper