Cinema Comentado retorna às atividades neste sábado

     - Projeto volta com total apoio da Secretaria de Cultura; na foto, o secretário com membros da organização do Cinema Comentado -
    Após quase um ano sem exibições, o Cinema Comentado Cineclube volta com sua programação neste sábado (8), com o filme ADEUS, LÊNIN (2004), maior sucesso internacional do alemão Wolfgang Becker.

    De acordo com a organização, a suspensão ocorreu devido à dificuldade com espaço adequado e equipamento de exibição. O retorno das atividades de projeção e discussão de filmes está sendo possível graças a uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, por meio do secretário João Rodrigues, que cederá uma sala devidamente equipada, localizada no Centro Cultural Hermes de Paula, para os encontros.

    A recente parceria com a Secretaria de Cultura garante ao Cineclube reativar exibições semanais de bons filmes, sempre seguidas de bate papos. Agora, em um local extremamente acessível e com excelente qualidade de exibição, graças a equipamentos de áudio e vídeo digital, de última geração, repassados à Prefeitura Municipal de Montes Claros, pelo Ministério da Cultura.

    "Essa parceria abre um espaço de socialização e acesso à leitura crítica das mais variadas obras cinematográficas com ênfase no cinema de circuitos alternativos, e busca recuperar, através de mostras temáticas e exibições, o movimento cineclubista que floresceu na cidade na década de 1960", destaca o secretário de Cultura.

    O projeto | O Projeto Cinema Comentado Cineclube nasceu em 23 de agosto de 2003, de uma iniciativa do sociólogo Fernando Rodrigues – que, durante vários anos, coordenou as sessões -, e do então vereador Sued Botelho. Ao longo de seus quase 15 anos de existência, o Cinema Comentado vem promovendo o contato dos espectadores com filmes que fogem aos padrões do cardápio regular oferecido pelas salas dos shoppings centers, priorizando os chamados filmes de arte ou alternativos.

    As sessões, que tiveram início no auditório da Câmara Municipal de Montes Claros, foram transferidas, em 2005, para a sala Geraldo Freire, no mesmo prédio. Entre os anos de 2008 e 2013, o Cinema Comentado atuou em parceria com o Sesc, passando a realizar suas sessões no Salão de Convenções daquela entidade. O retorno à sala Geraldo Freire aconteceu em junho de 2014. No entanto, a precariedade das instalações e do equipamento de som fez com que as sessões fossem suspensas em 2016, ano em que o Cineclube se dedicou a apoiar a produção do curta metragem “Encontro”, dirigido por Andrea Martins, uma de suas sócias fundadoras. (Foto: Divulgação)

    “Adeus, Lênin” marca volta do Cinema Comentado

    Confira a programação completa deste mês (Foto: Divulgação)
    Obra que marca o retorno das atividades do Cinema Comentado, ADEUS, LÊNIN é um dos filmes que retrata os efeitos da queda do Muro de Berlim, em novembro de 1989. Na trama, Christiane Kerner (KatrinSaß) entra em coma um pouco antes do fatídico dia. Meses depois ela acorda e, tentando evitar um choque emocional - que pode ser muito prejudicial para a frágil saúde da mãe - Alex (Daniel Brühl) tenta recriar a realidade da Alemanha comunista.

    Com a ajuda da irmã Ariane (Maria Simon) e seu colega de trabalho Denis (Florian Luckas), Alex recria propagandas, notícias, produtos, e tenta esconder da mãe o triunfo do regime capitalista. A produção dividiu - e ainda divide – opiniões. Alguns afirmam que o filme é uma perfeita crítica ao sistema capitalista e suas falácias. Em contrapartida, ele também é apontado como uma crítica ao comunismo e uma sátira ao fim das ideologias.

    Para Sérgio Vaz, do site "50 Anos de Filmes", "o equilíbrio que o diretor Wolfgang Becker e o co-roteirista Bernd Lichtenberg (com a colaboração no roteiro, não creditada, de mais três pessoas, Achimvon Borries, Hendrik Handloegten e Christoph Silber) conseguem obter entre o cômico e o trágico, entre o hilariante e o patético, é algo absolutamente extraordinário.".

    A exibição dos filmes do Cinema Comentado Cineclube acontece aos sábados, na sala de audiovisual anexa ao Centro Cultural Hermes de Paula, a partir das 19h. Vale lembrar que a entrada é gratuita e aberta para toda a comunidade interessada em cinema e debates sobre a sétima arte. Com informações do Cineclube.

    Via Alana Freitas - Jornal Gazeta

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper