Catopê é tema de exposição no Museu Regional

     - Ícone das manifestações folclóricas, catopê é tema de exposição contemporânea -

     Aberta à visitação pública, a exposição “Catopê Contemporâneo” é uma das produções que a Universidade Estadual de Montes Claros apresenta à comunidade, como forma de homenagear um dos maiores símbolos das tradicionais Festas de Agosto. O trabalho coletivo, elaborado por acadêmicos do 3º período e egressos do curso de Artes Visuais da Unimontes, foi lançado na última sexta-feira (11/8) e pode ser acompanhado no Museu Regional do Norte de Minas ao longo do mês, gratuitamente.

    A Mostra também faz parte do projeto “A Gosto da Unimontes”, programação cultural com o objetivo de divulgar junto à comunidade as ações desenvolvidas no ambiente acadêmico sob a ótica popular.

    O professor Lucas Carvalho é o curador da exposição, que faz um vínculo entre a tradição de 178 anos dos catopês à linguagem da arte contemporânea. “As produções respeitam os valores culturais dos catopés e, por que não, a memória afetiva da cidade de Montes Claros, mas busca atualizar os meios de representação para linguagem da arte contemporânea”, explica.

    Nas oito obras que estão expostas ao público, completa o curador, as formas e as técnicas aplicadas são as mais diversas, entre pinturas, painéis e instalações interativas, como as projeções fotográficas e desenhos digitais.

    Catope Contemporaneo“Não seria exagero dizer que cada obra compõe, no espaço da exposição, um ambiente particular, onde a temática do catopé é interpretada por pontos de vista diferentes”, acrescenta Lucas Carvalho.

    A mostra reúne os trabalhos de Abias Gabriel, Isabel Francine, Isabella Ramos, Fernanda Carvalho, Gerlinde Astegger, Henrique Rodrigues, João Paulo Fagundes, Karol Calisto, Ludmila Rosário e Vinícius Ribeiro.

    Ascom/Unimontes

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper