Obra captação de água do rio Pacui está 60% concluída

     A construção de um novo sistema de captação tem como objetivo garantir a demanda de abastecimento de água para cerca de 30% da população de Montes Claros em períodos críticos


     Minas 247 - O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, visitou na terça-feira (30) as obras de captação de água do Rio Pacuí, em Coração de Jesus, no Território Norte. A construção de um novo sistema de captação tem como objetivo garantir a demanda de abastecimento de água para cerca de 30% da população de Montes Claros em períodos críticos. O investimento é de cerca de R$ 135 milhões, de acordo com o governo.

    "A obra está indo muito bem, nós estamos com quase 60% já concluída, tudo dentro do cronograma. Essa é uma obra que já deveria ter sido feita por governos passados, não foi feita e agora nós estamos apressando para resolver o problema de água de Montes Claros, que está passando por racionamento neste momento", afirmou o chefe do executivo estadual.

    O empreendimento, realizado pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), prevê a construção de uma estrutura de captação de água do leito do Rio Pacuí, com vazão de 350 litros de água por segundo, respeitando os limites de segurança para que o rio não sofra com impactos ambientais.

    A partir do ponto de captação, a água será levada por meio de tubulação até uma estação de tratamento – a dois quilômetros do local -, onde passará por rigoroso processo de limpeza para estar apta ao consumo, conforme as normas exigidas pelo Ministério da Saúde. Por fim, para chegar à rede domiciliar em Montes Claros, está sendo construída uma adutora de 54 quilômetros de extensão.

    De acordo com a presidente da Copasa, Sinara Meirelles, esse é um sistema complementar de abastecimento de água que pode atender um terço da população de Montes Claros em períodos críticos, o que dá mais segurança para os moradores da cidade.

    "A ideia é que, assim como fizemos no Rio Paraopeba, no caso da Região Metropolitana de Belo Horizonte, também possamos dotar o sistema de uma flexibilidade operacional. Desse modo, mesmo quando o reservatório não tiver volume de água suficiente para abastecer a totalidade da população de Montes Claros, essa população terá água complementada por meio do sistema Pacuí", explicou Sinara.

    Ainda de acordo com a presidente da Copasa, a obra traz uma integração maior entre os sistemas de abastecimento de água da região e deve ser concluída em agosto de 2018.

    Também participaram da visita o secretário de Transporte e Obras Públicas, Murilo Valadares, e o deputado estadual Paulo Guedes.

    *Com assessoria

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper