Temer aumenta imposto, enquanto compra deputados

     - Falando nisso, onde andam os paneleiros? Continuam dormindo em berço esplêndido? -

     - A colunista Eliane Cantanhêde, do Estado de S. Paulo, criticou nesta sexta-feira, 21, o aumento de impostos determinado por Michel Temer para tentar reduzir o déficit das contas públicas.

    Segundo Eliane, Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, devem se preparar para a "rebordosa" a partir de agora. "A reação deve vir de três frentes: da oposição, da própria base aliada ao Planalto e da sociedade _ do chamado 'cidadão comum', e talvez principalmente, do setor produtivo, que não apenas sofre bastante com a crise como tem dado sustentação desde a primeira hora ao governo Temer. Tudo isso a treze dias da votação da denúncia de Janot contra Temer no plenário da Câmara", diz a colunista.

    A jornalista aponta outro fator que deve complicar ainda mais a vida de Temer após a escalada da carga tributária. "Além do peso negativo da expressão 'aumento de impostos', que dispensa apresentação mesmo para a camada da população com menor escolaridade, há um outro prato cheio para as críticas à medida: enquanto aumenta os impostos da maioria, o governo abre os cofres para agradar os deputados que vão decidir, em dois de agosto, o destino de Temer", afirmou.

    TEMER DIZ QUE BRASILEIRO IRÁ COMPREENDER PAULADA NOS COMBUSTÍVEIS

     – Embora tenha mais que dobrado as emendas parlamentares e empenhado cerca de R$ 15 bilhões para se salvar no Congresso das acusações que sofre de corrupção, Michel Temer aposta que a população brasileira irá compreender seu tarifaço nos combustíveis.

    "Este é um governo que não mente, que não dá dados falsos", disse ele na Argentina, segundo relata a jornalista Sylvia Colombo.

    Temer disse ainda que seu governo "manter a responsabilidade fiscal, com a determinação de dizer claramente o que está acontecendo."

    É mais uma mentira, uma vez que Temer, com a depressão econômica que produziu na economia, não tem conseguido nem sequer cumprir uma meta fiscal que já prevê um rombo de R$ 139 bilhões.

    Com o tarifaço, um litro de gasolina ficará R$ 0,41 mais caro e abastecer um tanque de 50 litros terá alta de 11,8%.

    Pesquisas recentes apontam que 80% dos brasileiros consideram Temer corrupto e quase 90% o rejeitam.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper