Infarto fulminante beneficia canalhas e corruptos

     - DONO DA OAS ESTAVA PRESTES A DELATAR TUCANOS E JUÍZES -

     César Mata Pires, que morreu nesta terça-feira, seria um dos delatores da OAS a relatar pagamentos de propina e caixa dois em obras do governo do Estado de São Paulo, como linhas do Metrô e Rodoanel; ele também delataria o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e juízes do STJ

    Da revista Fórum

    O maior acionista da OAS, Cesar Mata Pires, morreu nesta terça-feira, 22, em São Paulo. O empresário foi vítima de um infarto fulminante.

    Ele estava caminhando pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista, quando sofreu o infarto.

    O empresário é um dos fundadores da OAS.

    César seria um dos delatores da OAS a relatar pagamentos de propina e caixa dois em obras do governo do Estado de São Paulo, como linhas do Metrô e Rodoanel. Entre os muitos citados em sua delação estariam o senador Aécio Neves (PSDB-MG), governadores, deputados, senadores e ministros do Superior Tribunal de Justiça.

    A empreiteira, segundo seu próprio site, foi criada em 1976, na Bahia, com atuação no setor de engenharia e infraestrutura. “Hoje, é um conglomerado multinacional brasileiro, de capital privado, que reúne empresas presentes em território nacional e em mais de 20 países.”

    *Com informações do Estadão Conteúdo

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper