CONTRA DILMA, MÍDIA FOI PIOR DO QUE MAYER

    "O Brasil machista pegou pesado com a presidente Dilma, a chamava de vaca na varanda gourmet, e as redes de TV incentivavam. A mídia brasileira foi pior ou igual que Zé Mayer em relação a Dilma", comparou o jornalista Xico Sá, pelo Twitter, onde lembrou de "todas as emissoras de TV aberta do Brasil filmar e apoiar cartazes com 'Dilma vaca' e abrir o microfone para gritos machistas" durante as manifestações que defendiam o impeachment; "Aqueles machões ridículos com camisas da CBF corrupta berravam 'Dilma vaca' para felicidade das redes de tvs. E os âncoras riam felizes", lamenta o jornalista, que aponta "erro histórico"

    247 – A mídia brasileira foi pior do que José Mayer no tratamento com a ex-presidente Dilma Rousseff, compara o jornalista Xico Sá, que lembra da época das manifestações durante a Copa do Mundo e contra o impeachment em 2016.

    "O Brasil machista pegou pesado com a presidente Dilma, a chamava de vaca na varanda gourmet, e as redes de TV incentivavam. A mídia brasileira foi pior ou igual que Zé Mayer em relação a Dilma", escreveu ele no Twitter.

    "Todas as emissoras de TV aberta do Brasil filmar e apoiar cartazes com 'Dilma vaca' e abrir o microfone para gritos machistas", destacou. "Aqueles machões ridículos com camisas da CBF corrupta berravam 'Dilma vaca' para felicidade das redes de tvs. E os âncoras riam felizes", lamentou ainda.

    Segundo ele, "o machismo fdp contra Dilma foi relevado por toda gente e imprensa brasileira que agora se diz moderninha". No caso José Mayer, acusado de assédio por uma figurinista, a emissora afastou o ator e divulgou nota repudiando o episódio.

    "Não vi nenhum cuidado do jornalismo brasileiro contra o Porco-chauvinismo contra Dilma. Zero, que erro histórico", destacou o jornalista.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper