Igreja encerra Semana Santa defendendo a família

    Por Girleno Alencar - Gazeta -

    A Semana Santa foi encerrada pelo arcebispo metropolitano de Montes Claros, Dom José Alberto Moura, domingo à noite, na Catedral Metropolitana, quando celebrou a missa de ressureição e fez apelo em defesa da família tradicional, salientando que os cristãos comemoram o dia especial, pois, historicamente,é a superação da morte, fé baseada na ressureição de Jesus. Ele lamentou que o ser humano - que deveria produzir e cuidar de vidas -procuraa morte, com guerras por interesses econômicos, ou na disputa por territórios de outros. O arcebispo lamentouser o Brasil um dos maiores produtores de armas do mundo.

    Ainda na sua mensagem, o arcebispo citou o caso vivenciado pelo papa Paulo VI, quando tentaram convencê-lo a liberar os mecanismos contraceptivos, que provocariam a morte de quem sequer tinha nascido ainda. Dom José Alberto Moura salientou ainda que o mundo é cheio de injustiças e, com isso, muitas leis da economia, para atender apenas pequenos grupos, afetem os excluídos da sociedade e, assim, desqualifiquem as famílias. Nesse aspecto, o arcebispo citou as religiões que apresentavam várias divindades, inclusive com a oferta de crianças a essas divindades. Jesus Cristo, segundo ele, é diferente, pois não é apenas um criador de uma religião.

    Desde quinta-feira da Semana Santa, os católicos participaram dediversas atividades em Montes Claros, como procissões, vigílias e até mesmo peças teatrais relatando o drama vivido por Jesus Cristo. Nesse ano, as atividades foram realizadas em todas as paróquias de Montes Claros, descentralizando as atividades. 

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper