Prefeita de Bocaiúva ameaça Capitão da PM

     - Durante a micareta Axé Boc, Marisa Alves se envolveu em polêmica com a Polícia Militar e está sendo acusada de ter ameaçado um oficial da corporação.

    No destaque, a prefeita Marisa Alves, em evento com as comunidades rurais

    Por Paulo Brandão - Jornal Gazeta

    Tudo começou durante a micareta Axé Boc, no sábado dia 15, que registrou um caso inusitado: uma confusão envolvendo André Luís Sales Carvalho, sobrinho do organizador do evento; Rivelino Sales, e outros dois jovens, Jailson e Michael, que acabaram presos. A Polícia Militar conteve uma briga entre os envolvidos, mas não esperava a interferência da prefeita Marisa Alves, que apelou aos policiais que retirassem André Luís da viatura. Marisa chegou a dizer que ela era a prefeita e que os policiais não poderiam prender o sobrinho do organizador do evento.

    O responsável pela prisão e comandante da operação, Capitão Ibernon, conduziu os envolvidos e todos foram levados para a sede da Companhia da Polícia Militar. Conforme o registro do boletim de ocorrência nº 6874-2017, familiares de André, a prefeita Marisa e alguns correligionários compareceram ao Quartel de Polícia e ameaçaram alguns policiais. A prefeita é acusada de ameaçar o Capitão Ibernon, conforme registrado no BO, afirmando que “esse capitão pode esperar porque eu vou sumir com ele do mapa”. Em seguida, todos os envolvidos na ocorrência foram liberados pelo delegado Leonardo Diniz e compareceriam, na segunda-feira, dia 17, à delegacia para prestarem depoimento.

    Em contato com o site Rsena, Marisa disse: “Adianto que ao ser citada me dá também o direito de me defender. Porém, diante da gravidade desta ‘afirmação’ feita, é necessário que eu o faça com meus advogados. Entrarei em contato pra repassar ou mesmo me pronunciar. Não tenho esse perfil. Bocaiuva tem tanto pra fazer por ela e não será um fato desses que me tirará o foco. Forte abraço. Me comprometo a retornar”, disse a prefeita Marisa Alves. Um dos envolvidos na confusão é André Salles, sobrinho do organizador do evento.

    A Polícia Militar de Bocaiuva se manifestou através do Tenente Vitor. Em entrevista à Rádio Clube de Bocaiuva, o Tenente disse que diante de um tumulto no evento “Axé Boc”, a PM interviu vindo a ser agredida por um dos envolvidos e seus acompanhantes. Tenente Vitor disse que a abordagem policial foi realizada dentro dos padrões e que o episódio ganhou notoriedade devido à tentativa de interferência de autoridades políticas da cidade. (Foto: Ascom/Prefeitura)

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper