- Buzinas coniventes -

     

     Por Felipe Gabrich

    Não, não há o que se preocupar com os colares da apresentadora Ana Maria Braga.
    Afinal, ela é um produto comercial da televisão dos Marinho, que não gostam de Lula.
    Do molusco não se sabe, mas daquele nordestino analfabeto que se tornou líder sindical e presidente da República por duas vezes.
    Mas isso não vem ao caso.
    O que preocupa a opinião pública é o silêncio mórbido dos caminhoneiros do País.
    Aqueles mesmos.
    Que fizeram badernas mis e paralisaram o tráfego de carga pesada nas principais rodovias do território nacional.
    Corria o ano da graça de 2016.
    Diziam os bravos caminhoneiros estarem protestando contra a alta de preços do diesel, pela tarifa única dos fretes e por um salário nacional unificado da categoria.
    A opinião pública até compreendeu e achou justas as reivindicações da categoria.
    No fundo, no fundo, no entanto, como ficou provado com o passar dos dias, os profissionais do volante estavam apenas se acumpliciando com os partidos de oposição à época que esbravejavam pedindo o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.
    Neste ano, sob a égide de um governo golpista, o preço do óleo diesel disparou.
    Os aumentos de preços são semanais.
    O preço do frete acompanhou os aumentos do combustível.
    Ainda não se implantou o salário unificado.
    Cadê as paralisações violentas?
    Desconfia-se, por isso mesmo, que em 2016 não houve movimento de paralisação da categoria.
    Quem fez arruaça e vandalismo nas estradas foram os simpatizantes pagos pelos líderes do golpe político que estava por vir.
    Por essa razão, não há por que afligir-se com os colares de uma apresentadora de televisão que faz o que o patrão manda.
    Até mesmo vestir-se de palhaço.

    *  Felipe Gabrich é jornalista e colunista do EM CIMA DA NOTÍCIA

    PREFEITO DO PT GANHA PRÊMIO INTERNACIONAL - Nesta República do Engana-me que eu Gosto, infelizmente, as coisas boas que acontecem em todos os níveis da federação não são badaladas na chamada grande mídia. Exemplo disso pode ser constatado nessa quinta-feira, 1, quando o prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que é do PT, recebeu o prêmio “Desafio dos Prefeitos” e ganhou US$ 5 milhões para investir em um projeto de agricultura familiar em Parelheiros, na Zona Sul da capital.

    O evento aconteceu na cidade do México e foi organizado pela Bloomberg Philanthropies, organização do prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg. A competição, que premia as melhores iniciativas municipais que promovam o desenvolvimento urbano sustentável, contou com 290 cidades selecionadas.

    A capital paulista concorreu com o projeto “Ligue os pontos”, uma plataforma digital que pretende potencializar as políticas públicas relacionadas à cadeia da agricultura local, envolvendo produtores, distribuidores e consumidores.

    Se Haddad não fosse um ativista do PT, o feito, certamente, ganharia aplausos e flores do Palácio do Planalto. Eta que quá!

    REPÚBLICA VIRA BRINCADEIRA – Parece uma gozação, mas não é. O País promove discussões e mais discussões sobre o aumento de gastos públicos; o Rio de Janeiro é o estado que atravessa a maior crise financeira de toda a federação. Mesmo assim, onze funcionários do Tribunal de Contas do Município (TCM) — órgão responsável por fiscalizar as despesas da prefeitura do Rio — tentam convencer os conselheiros da corte a aprovarem uma resolução para que o grupo passe a receber uma série de benefícios. A lista inclui auxílio-moradia de R$ 4.377,73, mesmo para os que moram na cidade, dois meses de férias por ano e a possibilidade de converter em dinheiro as licenças-prêmio a que os servidores têm direito a cada cinco anos de trabalho. 

    Além disso, reivindicam que seus cargos sejam vitalícios, como os dos conselheiros. 

    Em tese, porém, essas benesses só poderiam ser dadas caso os vereadores aprovassem dois projetos de lei encaminhados pelo TCM ao Legislativo em 2014, que ainda não foram votados.

    Mas como vivemos num Brasil onde impera o estado de exceção, tudo é possível.

    IDOSOS PREOCUPAM INSS - Com o aumento da expectativa de vida e a redução da taxa de fecundidade, a fatia de idosos na população brasileira chegou a 14,3% em 2015, segundo dados divulgados nesta sexta (2) pelo IBGE.

    O número representa um crescimento de 46% em relação aos 9,8% verificados em 2005 e reforça o desafio para manter a sustentabilidade do sistema previdenciário, dizem técnicos do instituto.

    Os dados são do estudo Síntese de Indicadores Sociais, elaborado com base em dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios).

    As informações são do jornal Folha de São Paulo.

    AGU DESMENTE TEMER - É impressionante como o festival de mentiras assola no Palácio do Planalto e a cada dia faz aumentar o descrédito no governo federal usurpador. Nessa quinta-feira, 1,  coube à própria Advocacia Geral da União desmentir acintosamente o presidente da República golpista, Michel Temer, ao afirmar categoricamente que o problema do edifício La Vue, em Salvador (que redundou na queda de dois Ministros (o da Cultura e o de Governo) não poderia “em nenhuma hipótese”, ser encaminhado pelo IPHAN para aquela instituição.

    Segundo a advogada-geral da União, Grace Mendonça, a orientação neste sentido foi feita pelo presidente Michel Temer ao então ministro da Cultura Marcelo Calero, que entendeu o pedido como uma manobra para que a obra fosse liberada. Por isso mesmo, ele pediu demissão do cargo.

    Há até presidentes da República que ainda não acreditam na máxima popular que diz que “mentira tem pernas curtas”!

    AGRONEGÓCIO ESTÁ INDO PARA O BREJO – Pouca gente do alto escalão do governo federal usurpador vem prestando a atenção devida nos números registrados pelo desempenho econômico do País. Depois, o próprio governo usa a mídia com matérias pagas para dizer que tudo vai bem na economia nacional. Mas não é essa realidade que vem sendo mostrada aos brasileiros: nessa quinta-feira, 1, o jornal virtual Globo publicou notícia evidenciando que o agronegócio vem engrossando os dados negativos do PIB. O jornal lembra que em 2015 o setor ajudou evitar um rombo maior na economia brasileira, mas agora, pela segunda vez em 20 anos, acumula três semestres seguidos de retração e perdeu vagas de trabalho, influenciado pela queda das produções de milho, algodão, laranja e cana-de-açúcar.

    Conforme a mesma fonte a agricultura recuou 6,9% no terceiro trimestre de 2016 frente ao mesmo período do ano passado - segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o PIB, anunciados nesta quarta-feira (30). Foi o maior tombo para o período desde o início da série histórica do indicador, em 1996.

    ODEBRECHT DEIXA MUNDO POLÍTICO DE ORELHA EM PÉ - Segundo noticiou o jornal virtual do Globo, no final da tarde dessa sexta-feira, 2, todos os 77 executivos da Odebrecht, entre eles Emilio e Marcelo Odebrecht, assinaram os acordos de delação premiada entre quinta-feira e sexta-feira, segundo fontes ligadas à Lava-Jato. A maioria dos acordos foi fechada pela Procuradoria Geral da República (PGR), em Curitiba. Os depoimentos devem começar a ser prestados na próxima semana.

    Até a tarde dessa sexta-feira, sabia-se apenas que mais de 200 políticos estão envolvidos, mas desta feita não ou houve vazamento do que os executivos ainda vão falar. Daí os figurões da República estarem de orelha em pé.

    Advogados ligados ao caso dizem que as informações prestadas para o fechamento dos acordos são “quentes” e devem envolver políticos do cenário nacional. Os depoimentos são aguardados com apreensão no meio político. Há uma estimativa de que cerca de 200 políticos de todos os grandes partidos do país, do governo Michel Temer e da oposição serão denunciados pelos delatores.

    Entre os executivos que finalizaram o acordo de delação também está Pedro Novis, ex-diretor da empreiteira entre 2002 e 2009. Ele sucedeu a Emílio Odebrecht no comando da empresa e, depois, passou o bastão a Marcelo Odebrecht. Com isso, todos os líderes do grupo entre 1991 e 2015, que tiveram conhecimento sobre os atos da empresa, irão colaborar com a Justiça.

    Maior empreiteira do país, a Odebrecht também finalizou nesta quinta-feira o acordo de leniência que prevê o pagamento de R$ 6,8 bilhões por indenização pelo envolvimento em atos de corrupção. O valor deve ser pago ao longo de 23 anos. A multa será dividida entre Brasil, Estados Unidos e Suíça, os três países envolvidos na negociação. O Brasil receberá a maior parcela.

    A MISÉRIA ESTÁ DE VOLTA - É esse tipo de informação que os jornais e as televisões, de modo geral, devem passar para a sociedade brasileira, a fim de que a opinião pública não seja manipulada pelos dados estatísticos oficiais, que nem sempre espelham a realidade dos fatos. Depois de o País ter sido tirado do Mapa da Miséria, nos últimos anos, o número das famílias na miséria volta a crescer em 2015. Após quatro anos de queda, o percentual de famílias que vivem com menos de ¼ de salário mínimo per capta sobre para 9,2% contra 8% em 2014. É o que mostra a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) divulgada nessa sexta-feira, 2, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Conforme a classificação do IPEA, famílias com renda de até ¼ do salário mínimo per capita vivem  na chamada “pobreza extrema”. As famílias  que vivem até com  meio  salário estão  enquadradas na classe de “pobreza absoluta”.

    E tem muita gente boa na República do Engana-me que eu Gosto que bate panelas para  fatos dessa natureza. Como diria um dos personagens do inesquecível humorista Chico Anísio “pobre tem mais é que morrer mesmo”!

    RENAN VIRA RÉU - Por  8 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (1º) abrir uma ação penal e tornar réu o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público). A informação foi veiculada na tarde dessa quinta-feira pelo jornal virtual da Globo.

    O presidente do Senado ainda responde por 11 denúncias feitas o STF, 8 das quais ligadas à Operação Lava Jato.

    Ainda segundo a mesma fonte, os ministros analisam uma denúncia de 2013 na qual Renan é acusado de prestar informações falsas ao Senado em 2007, ao tentar comprovar ter recursos suficientes para pagar a pensão de uma filha que teve com a jornalista Mônica Veloso. À época, havia a suspeita de que a despesa era paga por um lobista da construtora Mendes Júnior.

    No julgamento, porém, a maioria dos ministros rejeitou outras duas acusações contra Renan relacionadas a esse caso: de falsidade ideológica e uso de documento falso, cujas penas são de até 5 anos. Restou a acusação de peculato (desvio), cuja punição varia de 2 a 12 anos de prisão.

    ALVOROÇO ENTRE OS POLÍTICOS -  O empresário Emílio Odebrecht e seu filho, Marcelo Odebrecht, assinaram acordo de delação premiada e o acordo de leniência da empresa. Maior empreiteira do país, a empresa se comprometeu a pagar US$ 2,5 bilhões - R$ 6,8 bilhões na cotação do dólar de hoje - a título de indenização por ter se envolvido em atos de corrupção. No fim da tarde desta quinta-feira, o grupo divulgou nota na qual admite o erro, pede desculpas e diz que está comprometido a "virar a página". Não foram revelados à imprensa, adiantadamente, o conteúdo das delações, mas sabe-se que mais de 200 políticos brasileiros estão envolvidos nas propinas pagas pela empresa, não só na Petrobras, mas também em outras licitações públicas para implantação de obras. Cerca de 77 executivos da empresa também devem assinar os acordos de leniência com o Ministério Público Federal. As delações premiadas serão encaminhadas ao juiz Teori Zavascki, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato no STF.

    GALO NÃO VAI A CHAPECÓ - Muito sensata, corajosa e humana a decisão do presidente do Atlético Mineiro, Daniel Nepomuceno, ao afirmar à imprensa nacional, nesta quinta-feira, 01.12 que o time do Galo não vai a Chapecó no próximo dia 11 de dezembro para enfrentar a Chapecoense, pela última rodada do  campeonato brasileiro – o Brasileirão. Independente da decisão que a CBF venha tomar – já decidiu a última rodada da competição.

    Em pronunciamento feito na Cidade do Galo, ontem, Nepomuceno disse que  “vim aqui somente para informar que o Atlético não irá jogar contra a Chapecoense, não irá a Chapecó jogar a última partida. A gente acredita no esporte, respeita a dor, não é momento de cobrar de jogador nenhum a essência do esporte. Já comuniquei à CBF. Conversei  com o presidente a CBF, Marco Polo, que concordou. Nessa partida, o Atlético não irá. Provavelmente a maior punição é a perda dos três ponto. Isso não altera nada na tabela Brasileirão, onde o Atlétco está em quarto lugar e a terminará dessa maneira. É o mínimo  de respeito que se pode ter pelos familiares, pela cidade e pelo país, que estão sofrendo com isso.”

    Também na tarde dessa quinta-feira, a Chapecoense decidiu: não vai entrar em campo para o confronto com o Atlético Mineiro pela última rodada do Campeonato Brasileiro, previsto para o dia 11. O Chefe do departamento de desempenho, Vitor Hugo Nascimento, foi o responsável pelo anúncio nesta quinta-feira na Arena Condá, depois de uma reunião dos representantes do futebol do clube.

    Independente do que vier a ser decidido pela CBF sobre o assunto, as torcidas dos dois clubes já estão sabendo que não haverá o jogo entre a Chapecoense e o Atlético Mineiro, na última rodada do Brasileirão, dia 11.

    FRAUDE ACIMA DA LEI - Esse é o país de fatos senão vergonhosos, pelo menos irônicos: quase um mês após a realização das banalizadas provas do ENEM é que o Ministério Público Federal diz ter recebido relatório da Polícia Federal apontando vazamento as provas do referido concluso. Analisem desapaixonadamente os leitores: os exames do Enem foram realizados em todo o País nos dias 5 e 6 de novembro e somente nesta quinta-feira, 01.12, é que o MPF vem à público  dizer que o relatório da PF afirma que as provas do primeiro e segundo dias do exame, além da redação, vazaram antes do início da aplicação para, pelo menos, dois candidatos.

    No período, várias prisões foram efetuadas em diversas cidades brasileiras, inclusive, em Montes Claros, onde a própria PF descobriu quadrilhas profissionais fraudando o Enem. Tudo isso foi relatado nos dias dos exames, 5 e 6 de novembro, mas o Ministério da Educação não se posicionou à respeito. Pelo contrário, validou o Enem e os aprovados já estão fazendo sua matrícula. 

    Para o MEC, as fraudes foram localizadas e não interferiram no resultado final, mesmo que o concurso tenha sido realizado com a participação de mais de 6 milhões de brasileiros. 

    Fraudes? Que fraudes?

    E tudo fica como antes, no quartel de Abrantes.

    CHAPÉU NA MÃO - Governadores de cinco estados brasileiros tiveram reunião com o presidente usurpador Michel Temer, na manhã dessa quinta-feira, 01.12, para discutir a crise financeira dos seu respectivos estados. Participaram do encontro os governadores Luiz Fernando Pezão (RJ), Raimundo Colombo (SC), Rodrigo Rollemberg (DF), Simão Jatene (PA) e Wellingon Dias (PI). 

    Naturalmente que o encontro foi mais umas dessas rotineiras reuniões, com alguns governadores de chapéu na mão pedindo socorro e dinheiro ao presidente da República. O que chama a atenção desta feita é que no último dia 22, o governo federal e os estados, após reunião no Palácio do Planalto, em Brasília, sob os holofotes da grande mídia, assinaram um pacto nacional pelo equilíbrio das contas públicas.

    Naquela oportunidade ficou decidido que o governo federal iria dar aos estados uma fatia maior dos recursos arrecadados com a chamada “repatriação”.

    Essa reunião com apenas cinco governadores de Estado só pode ser explicada com duas indagações: 1 – estarão os Estados recebendo a maior fatia prometida do dinheiro “repatriado”? 2 – o tradicional sistema político muito em voga no Brasil, dos dois pesos e duas medidas, estaria sendo praticado nas relações entre o Palácio do Planalto e alguns governadores?

    Ou é apenas mais uma “mutreta” da política governamental de criar fatos novos?

    INCERTEZAS DISPARAM DÓLAR - Segundo notícia do jornal Folha de São Paulo, “o aumento das incertezas no cenário político fez o dólar disparar mais de dois por cento e a Bolsa cair mai de 2% nessa quinta-feira.” De acordo com operadores da BV, ainda conforme a mesma fonte, os investidores começam a ver maiores ameaças no andamento do ajuste fiscal do governo do presidente da República usurpador.

    E nem por isso houve panelaço nos bairros chiques das capitais dos estados.

    PAÍS DO LATIFÚNDIO - Há muita gente boa e esclarecida que não quer a Reforma Agrária no País, assim como tenta criminalizar os ativistas do movimento popular chamado de Sem Terra. Em sua grande maioria, homens e mulheres que desejam um pequeno pedaço de chão para plantar para a sua subsistência.

    Por isso mesmo chega a espantar aos brasileiros a informação de que quase metade da área rural brasileira pertence a 1% das propriedades do  país. É o que aponta estudo inédito “Terrenos da desigualdade: terra, agricultura e desigualdades no Brasil Rural”, divulgado pela organização não governamental (ONG) a britânica Oxfam. Ainda segundo essa pesquisa, os estabelecimento rurais a partir de mil hectares (0,91%) concentram 45% de toda a área de produção agrícola, de gado e plantação florestal. 

    UMA COISA É UMA COISA - Em vídeo, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) defende o projeto contra abuso de autoridade por parte de juízes e procuradores e afirma que ele "não tem nada a ver com a Lava Jato". Disse ele: "Não é possível  que haja continuidade do abuso de poder, da mentira da imprensa, da manipulação da informação. Essa canalhice tem que acabar". 

    Requião, que é relator da proposta, anuncia que irá processar a Folha de S. Paulo, “por tentar me envolver neste processo e dizer mentirosamente e criminosamente, que eu fui envolvido numa delação premiada do Sérgio Machado", pontuou.

    PRÊMIO CONTRA DOENÇA -  A AIDS volta a preocupar as autoridades sanitárias brasileiras, em função do aumento de casos da doença nos últimos meses. Para incentivar o engajamento dos municípios no combate à transmissão vertical, o Ministério da Saúde anunciou que está instituindo, com os estados, um selo de Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical de HIV e/ou Sífilis no Brasil.

    Tendo como base uma adaptação de critérios já estabelecidos pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), a certificação será concedida a municípios cujas taxas de detecção de Aids em menores de cinco anos sejam iguais ou inferiores que 0,3% para cada mil crianças nascidas vivas e proporção menor ou igual a 2% de crianças com até 18 meses. Serão certificados, prioritariamente, os municípios com mais de 100 mil habitantes.

    BB FECHA AGÊNCIAS - O Banco do Brasil de Montes Claros já começou seu plano de enxugamento, previsto para o ano que vem: a agência que funciona nas imediações do Montes Claros Shopping Center será transformada em Posto de Atendimento. A informação foi liberada pela gerência em Montes Claros na tarde dessa quarta-feira, 30.33.

     Na semana passada o banco já tinha decidido fechar a agência localizada na Rua Camilo Prates, na área central de Montes Claros, dentro do projeto de adequação nacional. Uma fonte da Superintendência Regional, que pediu para não ser identificada, esclareceu que a mudança na agência a ser transformada em Posto de Atendimento não causará maiores impactos na comunidade, pois o estabelecimento apenas não terá a figura do gerente, devendo permanecer os demais servidores. A mesma situação ocorrerá nas agências das cidades de São Romão e Francisco Badaró, no Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha, respectivamente.

    REPRESSÃO OFICIALIZADA - Na República do Engana-me que em Gosto da atualidade, implantada por esse governo golpista que usurpou e se instalou no Palácio da Alvorada, está difícil para o cidadão que vive no interior saber a verdade do que se passa na Capital do País. Por exemplo: o que os jornais virtuais disseram na Internet e o que aconteceu realmente na visão de quem esteve presente às manifestações populares contra a PEC 55, na Praça da Esplanada, na tarde dessa terça-feira, 29. 

    Isso pode ser constatado no depoimento feito pelo faceboquista Heleno Corrêa Filho, médico sanitarista e epidemiologista, que presenciou o acontecimento e assim o contou em mensagem postada no Facebook:

    "Não houve vandalismo. Eu estava lá e presenciei provocadores musculosos e barbados bem mais velhos que a meninada dos estudantes. Eles agem como a P2 da PM que tentou quebrar vidraças dos ministérios, virar carros e colocar fogo. Vandalismo é a versão da Globo e dos provocadores da P2 mascarados como se fossem blackblocks. 

    Os meninos secundaristas e universitários que estavam lá não têm tempo de ficar à toa nem comida de cavalo para engordarem daquele jeito. São provocadores. E a versão da Globonews não corresponde aos fatos. A Globo está cheia de ratos. A PM simplesmente atacou os manifestantes que estavam sentados no gramado em frente ao Senado. Jogou bombas de gás lacrimogêneo contra uns dez mil meninos e meninas em sua maioria menores de idade e infiltrou provocadores mascarados para atrair as bombas. 

    Os estudantes do século XXI não têm a experiência dos anos 60 para travar provocadores com seguranças. As meninas corriam apavoradas e os meninos são franzinos perto dos musculosos P2 fantasiados de blackblocks. Do ponto de vista histórico esta é a primeira manifestação pública reprimida com bombas na Esplanada dos Ministérios depois do general Nini do ditador Figueiredo, agora sucedido pelo novo ditador misterforatemer, o Pequeno. Nos últimos 32 anos (desde 1984) nenhuma manifestação pública foi agredida por jagunços fardados na Esplanada dos Ministérios. Antigamente, os opressores pelo menos resguardavam as aparências. Hoje, nem isso fazem mais.”

     

    GOLPE CRUEL - Para a bancada do PT no Senado, a aprovação da PEC 55, em primeiro turno, na noite dessa terça-feira, 29, “constitui-se num golpe cruel contra os direitos fundamentais inscritos na Constituição Cidadã de 1988” e colocará a política fiscal fora do alcance democrático do voto popular por duas décadas, reduzirá substancialmente os investimentos em saúde, educação, assistência social, previdência e outras áreas estratégicas para o futuro do Brasil e o bem-estar de sua população".

    Contra a votação, um grupo de estudantes e integrantes de movimentos sociais protestaram em frente ao Congresso Nacional e foram reprimidos pela polícia, gerando um confronto que deixou Brasília em cena de guerra.

     

    PAES – O CAMINHO MAIS FÁCIL PARA A UNIVERSIDADE - O Programa de Avaliação Seriada para Acesso ao Ensino Superior, da Universidade Estadual de Montes Claros, ainda permanece como o caminho mais fácil para o estudante garantir a sua vaga num curso superior naquela casa de ensino. Isso explica o porquê de tantos candidatos inscritos para as provas do PAES deste ano – 13 mil candidatos -. Os testes seráO aplicados no dia 11 de dezembro, em salas da própria Unimontes, sendo a parte matutina reservada para os candidatos das duas primeiras séries do ensino médio e a parte vespertina para os candidatos da chamada terceira etapa (3º ano do ensino médio), que são os candidatos que efetivamente disputam as vagas oferecidas pela Unimontes em 2017.

    Para 2017, a Unimontes oferece 755 vagas em 67 cursos de graduação ministrados em seus 12 campi e nos polos avançados nas regiões Norte, Noroeste e Central de Minas e no Vale do Jequitinhonha. As vagas contemplam os cursos das áreas de Administração, Agronomia, Artes/Música, Artes/Visuais, Artes/Teatro, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências da Religião, Ciências Econômicas, Ciências Sociais, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia de Sistemas, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras/Espanhol, Letras/Inglês, Letras/Português, Matemática, Medicina, Odontologia, Pedagogia, Química, Serviço Social, Sistemas de Informação, Tecnologia em Gestão Pública, Tecnologia em Agronegócio e Zootecnia.

    TURISMO NO PERUAÇU - Uma notícia das mais alvissareiras para os amantes do turismo no Norte de Minas: o Sebrae/Minas realiza, gratuitamente, nesta quinta, 1, e na sexta-feira, 2, o II Seminário de Turismo Sustentável de Itacarambi. As atividades serão realizadas no Clube Recreativo da cidade.

    O evento, fruto da parceria do Sebrae/Minas com a prefeitura, é direcionado a toda comunidade, especialmente gestores públicos, entidades de classes, empresários e lideranças comunitárias ligadas à cadeia produtiva do turismo. Outro objetivo do seminário visa mostrar aos participantes as oportunidades do turismo na região de Itacarambi, que tem entre suas riquezas turísticas o Parque Nacional Caverna do Peruaçu. 

    Vale a pena prestigiar o evento.

    E AGORA TEMER? - Essa notícia foi publicada na edição dessa quarta-feira, 30.11, do Estadão e merece replay: - “O procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, da força-tarefa da Operação Lava Jato, afirmou nesta quarta-feira, 30, que caso o novo projeto anticorrupção aprovado pelo plenário da Câmara seja sancionado pelo presidente Michel Temer, a ‘proposta é de renunciar coletivamente’. 

    Os deputados federais aprovaram na madrugada pelo menos 11 mudanças no texto do projeto de medidas de combate à corrupção, que havia sido aprovado na comissão especial, na semana passada.

    “Nós somos funcionários públicos, temos uma carreira no Estado e não estaremos mais protegidos pela lei. Se nós acusarmos, nós poderemos ser acusados. Nós podemos responder inclusive pelo nosso patrimônio. Não é possível em nenhum Estado de Direito que não se protejam promotores e procuradores contra os próprios acusados. Nossa proposta é de renunciar coletivamente caso essa proposta venha a ser sancionada pelo presidente”, disse Santos Lima.

    CHANTAGEM - Para o deputado Paulo Pimenta (PTRS) a ameaça dos integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato de renunciarem ao cargo caso o presidente Temer sancione o projeto anticorrupção, aprovado na madrugada dessa quarta-feira, 30, em plenário, pela Câmara dos Deputados, é uma “chantagem” que eles estão fazendo ao Legislativo e ao Executivo do País.

    "Todos sem exceção são iguais perante a lei", diz Pimenta, lembrando que a decisão da Câmara é "soberana". Entidades do setor Judiciário criticaram duramente a inclusão, pelos deputados, da proposta do abuso de autoridade no pacote das dez medidas contra a corrupção, proposta pelo Ministério Público à Câmara.

    "O juiz deve responder como cidadão. Nós não vamos aceitar uma tentativa de chantagem em relação ao Congresso Nacional", afirma ainda Pimenta. "Nós não vamos recuar. Há um sentimento da sociedade que está cansada da corrupção, é verdade, mas também está cansada de privilégios", diz. "Ninguém está acima da lei, essa é a hora de o Brasil fazer justiça", finaliza.

    PF GANHA TERRENO - Se depender da Prefeitura, a Delegacia de Polícia Federal terá sede própria em Montes Claros, para melhorar a prestação de serviços à sua extensa área de atuação na região. É que o prefeito José Vicente, do PMDB, assinou, na manhã dessa segunda-feira, 28, Projeto de Lei que visa à cessão de uso de um terreno para a PF viabilizar o projeto. A Delegacia funciona em prédio alugado na Rua Coração de Jesus, nas proximidades da Prefeitura.

    De acordo com o delegado Marcelo Freitas, a construção da sede própria é um sonho antigo da instituição e a cessão do terreno representa um primeiro passo para a criação “de um novo cenário para a Polícia Federal na região”. 

    ODEBRECHT PÕE FOGO NO CIRCO - Interessante: alguns leitores da coluna Pitacos já estavam questionando o sumiço das notícias sobre a Deleção Premiada dos diretores da Odebrecht quando, nessa quarta-feira, 30, no mesmo dia em que procuradores da Lava Jato ameaçaram renunciar, em represália ao pacote da Câmara que prevê punições a juízes e procuradores, vazaram trechos de uma das delações da Odebrecht, que tem potencial para aniquilar o líder do governo Temer, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

    As informações constam de reportagem do jornalista Severino Motta, do DCM, que narra a certa altura: "Segundo o delator Cláudio Melo Filho, ex-diretor da Odebrecht em Brasília, Jucá, que era chamado de "Índio", recebeu R$ 22 milhões que posteriormente eram divididos com outros caciques do PMDB, no caso, Renan e Eunício.”

    Ainda de acordo com o mesmo delator - diz a reportagem –

    o grupo atuou, por exemplo, na tramitação da 'MP do Bem', no projeto de resolução que tratou da chamada 'Guerra dos Portos', em matérias tributárias, de fornecimento de energia para grandes consumidores do Nordeste, entre outros temas."

    Pelo andar da carruagem, as Delações Premiadas da Odebrecht, se autorizadas pelo STF, vão colocar fogo no circo da corrupção na República do Engana-me que eu Gosto.

    SOLIDARIEDADE NA TRAGÉDIA - Dizem que mineiro só é solidário no câncer. 

    Talvez a frase tenha sido cunhada por algum filósofo anônimo do povo para evidenciar que a solidariedade só se manifesta na humanidade diante de grandes tragédias.

    E tenha usado o substantivo mineiro – em vez de povo - para ornamentar a sua parábola sobre a raridade com que a solidariedade se manifesta entre as gentes de todo o planeta.

    E como é sublime a solidariedade humana.

    E o quanto faz bem ao espírito o saber que existe escondida nas pessoas uma qualidade que as faz sensíveis à dor do semelhante.

    A tragédia da queda do avião na madrugada dessa terça-feira,  29, nas proximidades de Medellín, na Colômbia, que redundou na morte de 71 pessoas, dentre elas, praticamente todo o time do Chapecoense, além de 20 jornalistas esportivos, foi abrandada pela solidariedade humana vinda de todos os recantos do planeta.

    O mundo chorou a morte acidental e estúpida de 71 pessoas.

    O mundo se entristeceu com a violência da morte de um time de futebol brasileiro, que iria disputar no dia seguinte a primeira partida da importante Copa Sul-Americana.

    A civilização mundial é solidária nas tragédias humanas.

    APOIO À CHAPECOENSE - Autoridades de vários países, entidades esportivas e clubes de futebol  dos cinco continentes manifestaram os seus sentimentos e apresentaram suas condolências aos familiares.

    O Atlético de Medellín, adversário da Chapecoense na final  da Copa Sul-Americana, sugeriu à Conmenbol que o time brasileiro seja considerado campeão da competição.

    A CBF adiou a partida final da Copa do Brasil entre Grêmio e Atlético Mineiro, que seria disputa nesta quarta-feira em Porto Alegre.

    Da mesma forma, adiou para o dia 11 de dezembro a rodada final do Brasileirão, que ocorreria no próximo di 4.

    A Chapecoense, que vai enfrentar o Atlético de Minas, poderá contar com a participação de jogadores cedidos por outros clubes brasileiros, que na dirigiram solicitação à CBF nesse sentido.

    Outro pedido feito pelos clubes à entidade máxima do futebol brasileiro é a de que nos próximos três Campeonatos Brasileiro, mesmo que chegue ao Z-4, a Chapecoense não seja rebaixada para a série B.

    Também já está sendo analisado o pedido de vários clubes brasileiros de emprestarem jogadores sem ônus para a Chapecoense para a disputa do Brasileirão de 2017.

    Todas essas ações de fraternidade demonstram o grau de comoção que o sinistro de Medellín provocou no seio da família esportiva brasileira.

    Bola pra frente, Chapecoense!

    À luta, desportistas de Santa Catarina!

    MAIS COMOÇÃO EM MOC – A sociedade montes-clarense ficou ainda mais triste nessa terça-feira, 29, com o prematuro falecimento, aos 75 anos de idade,  do ex-reitor da Universidade Estadual de Montes Claros. Ele ocupou o cargo de abril de 1998 até dezembro de 2002 e comandou o processo de transformação da antiga Fundação Norte Mineira de Ensino Superior (FUNM) na atual Unimontes, efetivada pela Constituição Mineira de 1989.

    José Geraldo Drumond teve complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral e de insuficiência. Ele estava internado na Santa Casa. Seu corpo está sendo velado no auditório do prédio (CCBS) da Unimontes. Às 9 horas dessa quarta-feira, 30, haverá uma missa de corpo presente, a ser ministrada pelo padre Alvimar Souza, que é vice-reitor da universidade. O sepultamento está previsto para às 10 horas, no Cemitério do Bonfim.

     

    PRAÇA DE GUERRA – Os jardins frontais do Congresso Nacional transformaram-se na tarde dessa terça, 29, numa autêntica praça de guerra, durante manifestação de estudantes e líderes de movimentos sindicais. Cerca de 12 mil manifestantes faziam um protesto pacifico contra a PEC 55, que limita os gastos do governo pelos próximos 20 anos, quando houve um conflito com a Polícia Militar, que usou, inclusive, a cavalaria para debandar os manifestantes.

    O grupo de manifestantes virou e incendiou alguns carros que estavam estacionados na lateral da Praça da Esplanada, enquanto a PM reagia com as tradicionais bombas de gás lacrimogêneo. No Senado Federal acontecia a votação da PEC 55, que acabou aprovada em primeira votação no princípio da noite. O conflito entre manifestantes prolongou-se até às 20h50, quando a Esplanada dos Ministérios foi liberada pelos policiais militares.

    Mas os manifestantes deram continuidade ao ato na Rodoviária do Plano Piloto, sem a presença das forças policiais.

    CAIXA DOIS DÁ CADEIA

    Na madrugada desta quarta-feira, 30, a Câmara dos Deputados aprovou o pacote de medidas anticorrupção, no qual criminaliza à pratica do chamado caixa dois, com pena de 2 a 5 anos  de prisão. 

    Além da medida que prevê a criminalização do caixa 2, o dispositivo também condena as doações de campanhas recebidas por candidatos ou políticos e não declaradas à Justiça Eleitoral  – o texto original protegia o caixa  2 e os políticos que o utilizavam.

    As discussões se prolongaram até às 4 horas da manhã desta quarta-feira, sendo que agora o texo segue para o Senado. Foram aprovadas modificações polêmicas, como a punição de juízes e membro do Ministério Público por abuso de autoridade.

    Os deputados rejeitaram a  proposta que previa que os acordos de leniência (espécie de delação premiada em que as empresas reconhecem crimes em troca de redução de punição) fossem celebrados pelo Ministério Público.

     ACI COM FOCO NA FENICS - Face ao sucesso acontecido em 2016, quando mais de 60 mil pessoas prestigiaram o evento, a Associação Comercial, em parceria com a Federação das Indústria/Regional Norte, lançaram nesta semana a 22ª edição da Feira Nacional da Indústria e Comércio e de Serviços de Montes Claros, a tradicional Fenics. Estão previstos negócios da ordem de R$ 1 bi durante os dias de feira.

    A Fenics em 2017 está prevista para acontecer entre 14 a 17 de setembro, no Parque de Exposições João Alencar Athayde. Segunda a organização, o layout já está pronto e teve aumento de 10% na área coberta, que será de 10 mil m². A antecipação do lançamento que normalmente acontecia em março se deu pela promoção que a entidade vai lançar durante o evento. Kelington Mota, coordenador da feira e gerente executivo da ACI, explica que “os expositores que fecharem contrato em novembro e dezembro deste ano poderão parcelar o valor em até dez vezes e ainda pagar o valor de 2016 pelo metro quadrado. A partir do ano que vem, o valor deve aumentar”, afirma.

    CADASTRAMENTO ESCOLAR - A Secretaria de Estado da Educação já concluiu o balanço do Cadastramento Escolar do Norte de Minas para 2017. Foram inscritos 169.603 crianças e estudantes que desejam ingressar na rede pública de ensino, estadual e municipal, em 2017. O Cadastramento foi realizado no mês de junho deste ano. Os inscritos terão vaga garantida em uma escola pública próxima de casa para, após a confirmação da matrícula na escola para a qual foi encaminhado.

    Em Montes Claros a matrícula dos escolares ocorrerá no período entre 15 a 16 de dezembro próximo. Antes desse período, os cadastrados ou seus pais deverão procurar os posto de cadastramento ou a Superintendência Regional de Ensino para saberem para qual escola foram encaminhados..

    A secretaria de educação informou que “o candidato que fizer a matrícula dentro do prazo estabelecido terá sua vaga assegurada em uma escola pública próxima à sua residência para a qual ele foi encaminhado por meio do cadastro. Aquele que não se matricular no prazo previsto será encaminhado para uma escola onde houver vaga remanescente”.

    Atenção para os prazos, senhores pais.

    DINHEIRO DA CAIXA - Prefeitos eleitos do Norte de Minas, que tomarão posse em janeiro de 2017, estiveram mantendo reuniões com técnicos da Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal, na última sexta-feira,25, no auditório da AMAMS – a fim de conhecerem os programas e linhas de crédito de que podem se valer durante sua gestão nos municípios

    “Foi a primeira rodada de entendimentos para que os chefes de executivos eleitos conheçam o relacionamento entre as prefeituras e a Caixa. Além do Programa Minha Casa Minha Vida, que responde à demanda habitacional nos municípios, há outras áreas estratégias que poderão receber financiamentos, como obras de infraestrutura urbana e de saneamento básico”, destacou o organizador do encontro, deputado Gil Pereira. Ele adiantou que a Caixa, através do programa Bolsa Família, já injeta R$ 50 mi mensais, no Norte de Minas

    Página 1 de 3

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper