PF ENCONTRA MALAS DE DINHEIRO LIGADO A GEDDEL

    A Polícia Federal encontrou um 'bunker' em Salvador, num endereço ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima.

    No local, de acordo com os investigadores, o aliado de Michel Temer armazenava dinheiro de corrupção.

    O dinheiro, em malas e caixas de papelão, foi levado em carros a um banco, onde será depositado em uma conta judicial.

    A operação, nomeada de Tesouro Perdido, foi autorizada pela 10ª Vara Federal de Brasília. O endereço foi encontrado com informações obtidas na Operação Cui Bono, que prendeu Geddel no início de julho.

    O político baiano conseguiu um habeas corpus e cumpre hoje prisão domiciliar.

     

    GEDDEL PEDIU FIM DE ROUBO EM PROTESTO CONTRA DILMA EM 2015


    Ex-ministro de Temer, que teve um 'banker' flagrado pela Polícia Federal, com ao menos 5 caixas e 8 malas de dinheiro, participava em 2015 de uma marcha contra a corrupção em Salvador, defendendo a saída do governo Dilma; o motivo: "chega, ninguém aguenta mais tanto roubo, assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas"

     – Hoje é um bom dia para lembrar que o ex-ministro Geddel Vieira Lima defendia em 2015 o fim do roubo e do "assalto aos cofres públicos", em referência ao governo do PT.

    Ele participou de uma marcha contra a corrupção em Salvador, pela saída de Dilma Rousseff, e deu a seguinte declaração sobre o motivo de estar ali: "dizer que chega, ninguém aguenta mais tanto roubo, assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas".

    A Polícia Federal encontrou nesta terça-feira 5, no âmbito da Operação Tesouro Perdido, um 'banker' que pertenceria a Geddel, localizado em um apartamento na capital baiana.

    Nele havia ao menos 5 caixas e 8 malas cheias de dinheiro vivo. Foram necessárias duas viaturas para transportar o dinheiro, levadas a um banco para que o dinheiro fosse depositado em uma conta judiciária.

    Geddel chegou a ser preso, mas conseguiu um habeas corpus e cumpre prisão domiciliar.

     

    MBL APAGA POSTAGENS COM ELOGIOS A GEDDEL

    Reprodução | Polícia Federal- Após a divulgação de imagens de malas de dinheiro em apartamento do ex-deputado e ex-ministro de Michel Temer, Geddel Vieira Lima, o Movimento Brasil Livre (MBL) correu em apagar as fotos com elogios ao peemedebista de seu perfil no Facebook.

    Geddel, assim como muitos outros políticos implicados na Lava Jato, fizeram intensa campanha pelo impeachment de Dilma Rousseff e sempre receberam elogios dos líderes do MBL.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper