Congresso certifica vitória de Biden nas eleições presidenciais dos EUA após invasão de trumpistas

 Com a decisão, Biden toma posse no próximo dia 20 de janeiro e assume a cadeira ocupada até o momento por Donald Trump

Frustradas as tentativas de apoiadores de Donald Trump de dar um golpe de estado, o Congresso dos Estados Unidos certificou por volta das 5h40 desta quinta-feira (7) a vitória do democrata Joe Biden e da vice, Kamala Harris, nas eleições presidenciais de novembro. Com a decisão, Biden toma posse no próximo dia 20 de janeiro.

Biden ganhou as eleições presidenciais dos EUA por uma margem de voto eleitoral de 306 contra 232, embora mais de uma dezena de senadores e 100 membros da Câmara dos Representantes tenham apresentado objeções.

Sessão tumultuada
A sessão no Congresso, que geralmente tem caráter protocolar, foi tumultuada por parlamentares que ainda insistiam na tese de fraude, propagada por Donald Trump.

Durante a madrugada, congressistas republicanos apresentaram nova objeção, desta vez sobre os votos na Pensilvânia, prolongando a sessão. Antes da invasão, o Senado e a Câmara já haviam rejeitado de maneira esmagadora um pedido para invalidar os votos do Arizona.

Para ser colocada em votação o veto deve ser apoiado por ao menos um senador. No caso da objeção à votação na Pensilvânia, esse apoio do senador Josh Hawley, do Missouri.

Como previsto, menos de duas horas depois, a objeção foi rejeitada no Senado por 92 votos a 7 e na Câmara, por 282 a 138.

Deixe um comentário