“Assesso”: Mario Frias comete erro ao estilo Weintraub em resposta a Eduardo Bolsonaro

 O secretário especial de Cultura, Mario Frias, virou piada nas redes sociais, nesta segunda-feira (22), após cometer um grave erro de português. O ator escreveu “assesso” em vez de “acesso” ao responder a uma publicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no Instagram.

O parlamentar fez uma postagem na rede social acusando o governo de Lula e Dilma Rousseff, do PT, de usar a Lei Rouanet de incentivo à cultura para “comprar parte da classe artística”. Eduardo então faz elogios à gestão de Mario Frias, que agradeceu em comentário na publicação.

“Muito obrigado, Eduardo Bolsonaro. A luta é diária sem direito a descanso. Vamos trabalhar incansavelmente para que todos os brasileiros tenham assesso a cultura”, escreveu ele. O ator corrigiu o erro horas depois da publicação.

Mario Frias já havia virado piada nas redes sociais em outras ocasiões por erros de português. Em julho do ano passado, dias depois de assumir a secretaria Especial da Cultura no lugar de Regina Duarte, ele “agradeçeu” o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e disse que estava “a pouco tempo” no Twitter.

Outra figura do governo Bolsonaro que ficou conhecida por seus erros gramaticais foi o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub. Ele já escreveu a palavra “paralisação” com a letra “z” por duas vezes. Além disso, redigiu a palavra “suspensão” com “ç” e “impressionante” com “c”.

Via Revista Fórum

Deixe um comentário