Goleiro Bruno foi contratado em time do Tocantins “pelo caráter e personalidade”

 Em regime semiaberto, atleta vai disputar a reta final do Campeonato Tocantinense pelo Araguacema

Anunciado nesta quarta-feira (31) como novo reforço do Araguacema para disputar a reta final do Campeonato Tocantinense, o goleiro Bruno Fernandes, condenado a mais de 20 anos de prisão pelo assassinato de Eliza Samudio, foi contratado por uma “causa humanitária” e por seu “caráter e personalidade”, segundo o grupo de empresários responsável pela negociação. A informação é da revista Época.

O atleta, que atualmente cumpre pena em regime semiaberto, deve ser apresentado oficialmente ainda nesta semana. Contudo, o clube já oficializou o acerto por meio das redes sociais na noite desta terça-feira (30). “É meu povo. Está chegando reforço na altura. Seja bem-vindo”, escreveu a equipe em publicação no Instagram.

Ainda segundo a Época, a contratação foi sugerida por sócios de uma das empresas investidoras do clube, a Datamarkets, e apoiada pela diretoria do Araguacema. A presidência afirma que o time já estava em busca de um jogador para a posição. O treinador da equipe também foi consultado e autorizou o acordo.

No ano passado, Bruno atuou pelo Rio Branco, do Acre, e precisou usar tornozeleira eletrônica durante os treinos e partidas. O corpo de Eliza Samudio nunca foi encontrado. As buscas foram encerradas em 2014.

Deixe um comentário