Aulas presenciais como serviço essencial: veja como cada deputado mineiro votou

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (13) requerimento de urgência para o projeto que declara essenciais as aulas presenciais na educação básica e no ensino superior nas redes pública e privada, inclusive durante a pandemia.

O texto é mais uma pressão sobre os governadores e prefeitos que suspenderam aulas presenciais para conter o avanço da Covid-19 no Brasil.

A urgência torna a proposta prioritária na fila de votação de projetos da Casa e permite que ela possa ser pautada no plenário a qualquer momento.

O projeto proíbe a suspensão de atividades presenciais, “salvo em situações excepcionais cujas restrições sejam fundamentadas em critérios técnicos e científicos devidamente comprovados”.

Quarenta e quadro deputados mineiros estiveram presentens na votação e a maioria, 31, votou a favor da aprovação. Apenas 13 parlamentares do Estado se opuseram ao requerimento de urgência.

Veja como votou cada um dos deputados federais de Minas:

Aécio Neves Sim
Aelton Freitas Sim
Alê Silva Sim
André Janones Não
Bilac Pinto Não
Charlles Evangelista Sim
Delegado Marcelo Freitas Sim
Dimas Fabiano Sim
Domingos Sávio Sim
Dr. Frederico Sim
Eduardo Barbosa Sim
Emidinho Madeira Sim
Eros Biondini Sim
Euclydes Pettersen Sim
Franco Cartafina Sim
Fred Costa Sim
Gilberto Abramo Sim
Greyce Elias Sim
Hercílio Coelho Diniz Sim
Igor Timo Sim
Júlio Delgado Não
Junio Amaral Sim
Lafayette de Andrada Sim
Leonardo Monteiro Não
Lucas Gonzalez Sim
Luis Tibé Sim
Marcelo Álvaro Antônio Sim
Marcelo Aro Sim
Mário Heringer Não
Mauro Lopes Sim
Misael Varella Sim
Odair Cunha Não
Padre João Não
Patrus Ananias Não
Paulo Guedes Não
Pinheirinho Sim
Rodrigo de Castro Sim
Rogério Correia Não
Stefano Aguiar Sim
Subtenente Gonzaga Não
Tiago Mitraud Sim
Vilson da Fetaemg Não
Weliton Prado Não
Zé Silva Sim

Via Jornal O Tempo

Deixe um comentário