Humberto Souto suspende as aulas na rede municipal e define escala de vacinação para os professores

A partir desta quinta-feira, 27, ficam suspensas as aulas na Rede Municipal de Ensino de Claros, de acordo com o Decreto Municipal nº 4.222, assinado pelo prefeito Humberto Souto (Cidadania). A suspensão das aulas presenciais não afetará a continuidade das atividades de ensino remotas.

A medida leva em consideração a baixa adesão dos alunos ao retorno das aulas na rede pública municipal, o que inviabiliza a logística de transporte e o funcionamento das unidades de ensino. Assim, segundo o decreto, a suspensão do retorno das atividades presenciais, neste momento, permitirá o avanço na vacinação contra a COVID-19 e uma maior imunização dos profissionais e demais membros da comunidade escolar.

O Decreto nº 4.222 ainda determina que a Secretaria Municipal de Educação, em conjunto com a Assessoria de Comunicação, deverá implementar medidas com o objetivo de conscientizar a comunidade escolar da necessidade e da importância do retorno às aulas presenciais, como meio do aprimoramento do ensino e do aperfeiçoamento dos laços sociais.

A imunização contra a COVID-19 para os professores das redes de ensino pública e privada obedecerá a seguinte escala prioritária: docentes que lecionem para alunos do nível infantil; que lecionem no nível fundamental I; professores do nível fundamental II; do nível médio e da Educação de Jovens e Adultos; e do nível superior ou pós-graduação. Os funcionários, colaboradores, bem como os servidores públicos que lidem diretamente com alunos do nível infantil, também estarão incluídos na escala de prioridade.

Deixe um comentário