STJ determina quebra de sigilos bancários do governador de Amazonas

Toda a alta cúpula do governo amazonense é alvo de operação de busca e apreensão da Polícia Federal

O ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), autorizou nesta quarta-feira (2) a quebra dos sigilos bancário e fiscal de empresários, do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e do secretário de Saúde do estado, Marcellus Campêlo.

O pedido de quebra de sigilos bancário e fiscal foi feito pela Procuradoria Geral da República para permitir “a avaliação da compatibilidade entre os valores movimentados e declarados a receita e a evolução patrimonial dos investigados durante o período objeto da apuração”. O período investigado é referente aos anos de 2020 e 2021.

A Polícia Federal realiza na manhã desta quarta uma operação que tem por objetivo investigar supostas irregularidades na construção do hospital de Campanha Nilton Lins, que foi usado no combate à Covid no Amazonas.

A investigação busca aprofundar as apurações sobre transações financeiras, rastros que confirmem a participação dos investigados no esquema e mais três crimes: fraude em licitação, desvios de recurso público e associação criminosa.

São 19 mandados de busca e apreensão e 6 prisões temporárias; o secretário estadual de Saúde está foragido; toda alta cúpula do governo é investigada

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), é alvo, na manhã desta quarta-feira (2), de operação da Polícia Federal, de busca e apreensão, que investiga a suspeita de desvio de recursos da Saúde.

Deixe um comentário