Ciro Gomes e Aécio Neves se unem a Bolsonaro, na Câmara, pelo voto impresso

O Estadão publica nesta quinta uma lista com as posições de voto dos deputados que integram a comissão que analisará a proposta bolsonarista de voto impresso nas eleições de 2022.

Além de consolidar o casamento do PDT de Ciro Gomes com a cruzada de Bolsonaro contra a urna, a reportagem revela outra adesão importante. Os dois integrantes do PSDB no colegiado, Aécio Neves e Nilson Pinto, também apoiam a causa bolsonarista.

Os tucanos, para quem não lembra, já questionaram a validade do resultado da eleição em 2014, depois de Aécio ter sido derrotado pela petista Dilma Rousseff.

O PSB surge num possível meio do caminho, com Júlio Delgado favorável ao projeto bolsonarista enquanto Aliel Machado se diz indeciso, segundo o Estadão.

Apenas PT e Rede permanecem ao lado do entendimento do TSE, materializado pelo ministro Luís Roberto Barroso, de rejeição ao discurso bolsonarista de risco de fraude na urna eletrônica.

Deixe um comentário