Primeiro caminhão 100% elétrico do Brasil começa a ser fabricado no RJ

Em um dia histórico para a indústria nacional, a Volkswagen Caminhões e Ônibus iniciou a produção em série do e-Delivery. Caminhão 100% elétrico é o primeiro desenvolvido e testado totalmente no Brasil

A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) deu início à produção em série do caminhão elétrico e-Delivery, único 100% concebido, desenvolvido, testado e aprovado em território brasileiro. Com isso, a fábrica de Resende (RJ) torna-se a primeira linha de montagem larga escala de veículos com tecnologia zero emissões. O primeiro modelo, um e-Delivery 11 toneladas 4×2, vai compor a frota da própria montadora. Os caminhões podem chegar a uma autonomia de até 200 quilômetros, de acordo com a aplicação e a configuração do veículo.

A VWCO investiu cerca de R$ 150 milhões no desenvolvimento e complexo produtivo do e-Delivery. A marca alemã construiu uma nova área dedicada exclusivamente à eletrificação: o e-Shop. O espaço também passa a abrigar a maior infraestrutura de carregadores de alta potência do Brasil, com diferentes modelos.

“Criamos um processo sob medida para assegurar uma grande estrutura elétrica de forma eficiente. Vamos produzir os veículos aproveitando ao máximo os recursos já existentes, com um alto nível de sinergia, ao mesmo tempo que garantimos a inovação que o cliente espera e que o produto exige. Todo esse avanço é acompanhando por um amplo trabalho de preparação da cadeia com os envolvidos para viabilizar a mobilidade elétrica no país”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

A fabricação do Volkswagen e-Delivery também se beneficia de todos os ganhos da indústria 4.0. Isso inclui um nível de automação de 60% na armação de sua cabine. Também predomina a tecnologia de reconhecimento automático do veículo, com um chip em cada veículo para programação dos robôs.

Linha de montagem do e-Delivery
Coração da montagem elétrica, o e-Shop é o novo espaço em que os veículos recebem as baterias e são energizados pela primeira vez para serem ligados, satisfazendo todos os mais rígidos protocolos de segurança. Antes de chegar lá, os modelos e-Delivery nascem na mesma linha de montagem dos veículos diesel.

Pela primeira vez também, a suspensão pneumática é instalada dentro da própria fábrica. No fim de todas as montagens, a marca submete o veículo a novas aprovações específicas para caminhões com alta voltagem, além dos mesmos testes de qualidade que todos os outros produtos já passam antes de serem liberados para o cliente.

Ambev: 100 unidades
Em outubro de 2020, a Ambev e a VW Caminhões e Ônibus oficializaram acordo para entrega dos 100 primeiros caminhões elétricos e-Delivery. Os modelos deverão começar o trabalho no segundo semestre de 2021. A cervejeira pretende utilizar os limpa pelas ruas de São Paulo e Rio de Janeiro. O acordo faz parte do compromisso da companhia de ter 1.600 caminhões Volkswagen elétricos na sua frota parceira até 2023, um dos maiores anúncios do tipo no mundo

Já no primeiro ano de atuação, esses 100 caminhões juntos deixarão de emitir, aproximadamente, 1.540 toneladas de CO² na atmosfera e 583 mil litros de diesel serão economizados.

O plano é que os veículos sejam recarregados em uma das 48 usinas solares que a Ambev está implementando nos seus Centros de Distribuição (CDDs) espalhados pelo Brasil.

Deixe um comentário