Ministério Público de Minas Gerais denuncia Ruy Muniz, por fraudes em Montes Claros

MP aponta que o ex-prefeito organizou esquema para contratar empresas ligadas a ele para realizar asfaltamento na cidade

O MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) denunciou Ruy Muniz, empresário e ex-prefeito de Montes Claros, a 452 km de Belo Horizonte, dois ex-secretários municipais e um empresário por fraudes em licitações para asfaltamento e obras de drenagem na cidade.

De acordo com as investigações, Muniz organizou um esquema para conseguir contratar empresas ligadas a ela para realização do serviço, enquanto ele era prefeito.

Para isto, laranjas foram usados. Segundo o MPMG, as irregularidades aconteceram em ao menos dois processos de licitação. Em um deles, o político teria organizado regras tão específicas para o edital que só restariam concorrentes que comprassem asfalto em uma de suas empresas. As companhias também teriam fornecido concreto para o município. A reportagem tenta contato com os denunciados.

Muniz foi prefeito de Montes Claros entre 2013 e 2017. Em abril de 2016, ele foi preso suspeito de fraudes na saúde. Um dia antes, sua esposa, a então deputada federal Raquel Muniz, havia homenageado a integridade do marido durante a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Em 2020 ele tentou voltar à prefeitura, mas ficou em segundo lugar na eleição, com 7,29% dos votos, perdendo o pleito para Humberto Souto (Cidadania). Enquanto sua esposa, Raquel Muniz, não conseguiu ser vereadora, apesar de toda estrutura.

ECN com R7

Deixe um comentário