Casagrande chuta a canela de Neymar: ‘Ele não fica bravo com 500 mil mortes?

Uma postagem de Neymar nas redes sociais, na qual ele se diz bravo com brasileiros torcerem para a Argentina na final da Copa América, não agradou o comentarista e ex-jogador da seleção brasileira Walter Casagrande, do Grupo Globo. Ele questionou o “patriotismo” e se o camisa 10 não fica bravo com os verdadeiros problemas do Brasil.

“Torcer para a seleção brasileira é uma agulha no palheiro no contexto do universo de patriota. Ficar bravo com quem dizer que vai torcer para a Argentina e não ficar bravo com mais de 500 mil mortes no país, que o governo não comprou vacina, dos escândalos da ‘rachadinha’, de CPI e de excessivas ações da polícia em morros do Rio de Janeiro?”, questionou Casagrande durante o programa “Seleção SporTV” desta sexta-feira (9).

“Eu nunca vi o Neymar falar que o governo tem que comprar vacina, que as pessoas têm que vacinar, que não podem escolher a vacina, usar máscara e para fazermos isolamento social. Eu nunca vi o Neymar ficar bravo com os problemas de verdade dos brasileiros”, afirmou o comentarista.

“O Neymar se sente brasileiro só quando o problema é torcer para a Argentina? Ele acha que ser brasileiro é isso?”, completou.

Deixe um comentário