Justiça anula eleição de Rogério Caboclo na CBF e nomeia interventores

​ A Justiça do Rio de Janeiro decidiu pela nulidade da Assembleia Geral da CBF que mudou a forma de votação para a presidência de entidade nesta segunda-feira (26).

Com isso, a eleição de Rogério Caboclo para a presidência está anulada. Ele foi eleito em abril de 2018.

A CBF já recorreu da decisão.

Segundo a sentença do juiz Mario Cunha Olinto Filho, da 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, foram nomeados para comandar a entidade por 30 dias.

Os dirigentes precisam aceitar a nomeação, o que ainda não aconteceu. Em nota conjunta, eles disseram que analisarão o caso.

“Os presidentes da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, e do Clube de Regatas do Flamengo, Rodolfo Landim, informam que analisarão em conjunto com federações, clubes e advogados a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que os nomeiam interventores da Confederação Brasileira de Futebol. Tão logo tomem uma decisão, os presidentes da FPF e do Flamengo se manifestarão publicamente”, diz o comunicado.

Com informações do Globo Esporte.

Deixe um comentário