As noites mal dormidas de Caio Jochem é a nova obra de Raphael Juliano

A arte de observar as falhas no presidencialismo de coalizão que se tornou um livro. São 117 páginas que trazem impressos um romance que mistura realidade e ficção. O personagem principal, Caio Jochem, leva o leitor, através das páginas dessa ficção histórica, à um lugar onde os sonhos foram perdidos e a única coisa que restou foi a possibilidade de revidar com a rebeldia mais puramente humana contra um sistema opressor, onipotente e agora onisciente.

De acordo com Raphael Juliano, a inspiração começou no início do ano de 2016 e, ao longo dos anos, foi fazendo anotações sobre questões políticas e desenhando como essas informações poderiam se transformar em um romance. “Além de abordar questões políticas e o romance entre Caio e Alice, a minha proposta foi transmitir a mensagem de que precisamos construir nossas próprias crenças e o nosso próprio sistema. Afinal, o que é posto na sociedade não serve para a maioria de nós”, diz.

Esta é a segunda obra de Raphael Juliano. Ele conta que se interessou pela leitura ainda menino, quando começou a ler Monteiro Lobato, incentivado pelos pais. Em 2000, passou a levar para o papel suas observações cotidianas até que, em 2010, publicou Frágeis Esperanças que é uma obra sobre contos inspirados no comportamento das pessoas.

Sinopse
Caio Jochem leva o leitor, através das páginas desta ficção histórica, a um lugar onde os sonhos forma perdidos e a única coisa que restou foi a possibilidade de revidar com a rebeldia mais puramente humana contra um sistema opressor, onipotente e agora onisciente. À medida que a história de Caio é vivida, prédios vão abaixo, assassinatos são orquestrados e o vazio interior continua como imperativo existencial até ele descobrir que o único absurdo que pode salvá-lo, de verdade, é o amor que sente por Alice. Como escreveu o prefaciador, na idolatria à dúvida se reconhece o desatino da vida.

O autor
Nascido em Montes Claros, Minas Gerais, em 1981, Raphael Juliano iniciou a vida estudantil no Colégio Tiradentes, em sua cidade natal, e, em 2000, viveu uma experiência religiosa na Ordem dos Carmelitas Descalços. Formado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), especializou-se em “Violência Urbana, Segurança Pública e Criminalidade” na mesma instituição, tendo ingressado no Serviço Público do Estado em 2002.

Em 2007, mudou-se para Belo Horizonte, onde atuou na política entre 2008 e 2009, como assessor parlamentar na Câmara de Vereadores de Belo Horizonte, e presidiu a ONG Balanço Social. Também lecionou as disciplinas Sociologia do Crime, na Academia da Polícia Militar, e foi professor das disciplinas Sociologia da Família e Técnicas de Mediação, no curso de especialização Mediação de Conflitos, na Universidade de Franca (Unifran). Além de sociólogo, escritor e dramaturgo, também é estudante de psicanálise.

O livro poderá ser adquirido pelo site www.clubedosautores.com, pelo valor de R$ 42,45

Com informação de Daisy Silva

Home 1

Deixe um comentário