Norte de Minas adere ao Proteja – programa nacional para controle da obesidade infantil

Trinta e sete municípios do Norte de Minas aderiram à Estratégia Nacional de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil (Proteja), lançada em agosto pelo Ministério da Saúde (MS). A iniciativa tem objetivo de deter o avanço da obesidade infantil e contribuir para a melhoria da saúde e da nutrição de crianças.

Segundo o MS, o Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani) aponta que 7% das crianças brasileiras menores de cinco anos estão com excesso de peso e 3% estão com obesidade.

Especificamente na Atenção Primária à Saúde, mantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no ano passado 15,9% dos menores de 5 anos e 31,7% das crianças entre 5 e 9 anos tinham excesso de peso e, dessas, 7,4% e 15,8%, respectivamente, apresentavam obesidade.

“Considerando todas as crianças brasileiras menores de 10 anos, estima-se que cerca de 6,4 milhões tenham excesso de peso e 3,1 milhões tenham obesidade”, alerta o Ministério da Saúde.

Para enfrentar esse cenário, neste ano a campanha contra a obesidade infantil do MS reforça a responsabilidade de todos em cuidar e incentivar crianças a adotar alimentação saudável e a praticar atividades físicas.

Nesse contexto, a Estratégia Nacional de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil tem como foco cinco eixos de ação: Vigilância alimentar e nutricional, promoção da saúde, prevenção do ganho excessivo de peso, diagnóstico precoce e cuidado adequado às crianças, adolescentes e gestantes, no âmbito da Atenção Primária à Saúde; promoção da saúde nas escolas, para torná-las espaços que promovam o consumo de alimentos adequados e saudáveis e a prática regular de atividade física; educação, comunicação e informação para promover a alimentação saudável e a prática de atividade física para toda a população, em especial as crianças; formação e educação permanente dos profissionais envolvidos no cuidado às crianças; Articulações intersetoriais e de caráter comunitário que promovam ambientes saudáveis e apoiem a alimentação saudável e a prática de atividade física nas cidades.

O Ministério da Saúde definiu que os recursos para a implementação das ações no âmbito do Proteja destinam três parcelas de R$ 31,9 milhões por ano, durante três anos, para cidades de até 30 mil habitantes que registraram, em 2019, excesso de peso em mais de 15% das crianças menores de 10 anos.

Entre os 54 municípios que integram a área de atuação da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros são contempladas 28 localidades: Berizal; Coração de Jesus; Cristália; Curral de Dentro; Engenheiro Navarro; Francisco Dumont; Fruta de Leite; Gameleiras; Glaucilândia; Grão Mogol; Guaraciama; Ibiricatu; Itacambira; Jequitaí; Joaquim Felício; Juramento; Matias Cardoso; Mato Verde; Mirabela; Miravânia; Monte Azul; Montezuma; Nova Porteirinha; Patis; Riacho dos Machados; Santo Antônio do Retiro; São João do Pacuí e Vargem Grande do Rio Pardo.

Cinco municípios integram a área de atuação da Gerência Regional de Saúde de Januária: Juvenília, Rubelita; São João da Ponte; São Romão e Urucuia. Outras quatro localidades pertencem à GRS de Pirapora: Buritizeiro; Ibiaí; Lassance e Ponto Chique.

Por Pedro Ricardo

Deixe um comentário