Jornalista Felipe Gabrich morre aos 73 anos em Montes Claros

Ele sofreu um infarto fulminante  na madrugada desta quinta-feira (11). Gabrich também era escritor, cronista e um exímio goleiro

Por g1 e Inter TV

Felipe Gabrich morreu aos 73 anos — Foto: Arquivo pessoal

O jornalista Felipe Antônio Guimarães Gabrich morreu aos 73 anos, em Montes Claros, nesta quinta-feira (11). De acordo com a família, ele sofreu um infarto fulminante em casa durante a madrugada e chegou a ser atendido por socorristas do Samu.

Além de jornalista, Felipe Gabrich era escritor, cronista e também se destacou como goleiro no futebol amador e profissional. Ele deixa esposa e cinco filhos.

Felipe Gabrich começou a carreira em 1963 no Jornal do Norte cobrindo a página de esportes. Em 1965, foi contratado pelo Jornal Diário como repórter policial, esportivo e também nas editorias de cidade e política, e chegou à edição. Como editor, trabalhou no Jornal do Norte e no Jornal de Notícias. Ele também fundou a sucursal Norte de Minas em 1992.

Gabrich atuou ainda como assessor de imprensa e em 2003, foi contratado pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) como chefe da assessoria de comunicação, onde ficou até 2014 e se aposentou.

A Unimontes divulgou uma nota de pesar e manifestou solidariedade aos familiares.

“Ao longo da sua trajetória profissional, o jornalista Felipe Gabrich ofereceu grande colaboração ao desenvolvimento de Montes Claros e do Norte de Minas, exercendo importantes funções nas editorias de jornais e em diversos órgãos e instituições, entre as quais a Unimontes, Codevasf, Sistema Fiemg e Prefeitura de Montes Claros. Além de desportista, com talento e intelectualidade, ele contribuiu para a difusão do conhecimento e da cultura”, diz um trecho da nota.

Crônica do Professor Wagner Rocha, publicada no Jornal de Notícias, em 20/08/2014

Deixe um comentário