Unimontes lança oficialmente o prêmio “Mulheres em Destaque na Ciência”

Em ato simbólico, bolsistas do CNPq são homenageadas em nome de todas as cientistas da instituição; portaria institui comissão para a comenda

“Sim, pesquisa também é coisa de mulher, que precisa ser reconhecida e valorizada”. Dentro deste espírito, a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) lançou nesta terça-feira (8 de março), o Prêmio “Mulheres em Destaque na Ciência”. O evento, realizado no Salão dos Conselhos, marcou parte das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher no âmbito da instituição. Na oportunidade, também foram prestadas homenagens a um grupo de pesquisadoras da Unimontes, e, ainda, assinada a portaria que a institui a comissão organizadora do “Prêmio Mulheres em Destaque na Ciência”.

Ao presidir a solenidade, ao lado da vice-reitora, professora Ilva Ruas de Abreu, o reitor Antonio Alvimar Souza destacou a relevância da homenagem e do reconhecimento ao papel das mulheres. “Esta homenagem é muito significativa. É uma homenagem de respeito e reconhecimento às mulheres, que estão presentes na ciência e nas universidades. É um reconhecimento a todas as mulheres que ocupam posições de destaque e representatividade na sociedade, mas, também, àquelas que levam uma vida simples e são muito importantes em nossa convivência”, afirmou o reitor.

O professor Antonio Alvimar Souza enalteceu a importância da data. “Somente quem não se debruçou sobre os livros de História é que não se sensibiliza com esta data. Temos uma sociedade que ainda precisa fazer muito pelas mulheres. Nada melhor do que começar isso por uma instituição de educação superior. A Universidade tem uma importância muito significativa no reconhecimento ao papel da mulher”, enfatizou.

O reitor da Unimontes destacou que as mulheres são detentoras de muitos sentimentos e princípios, que engrandecem a vida. “Elas nos ensinam força, coragem e determinação”, concluiu o professor.

DIFERENCIAL

Por sua vez, a vice-reitora Ilva Ruas de Abreu chamou atenção para a luta pela igualdade e pelos direitos do sexo feminino. Destacou a importância do lançamento do Prêmio “Mulheres em Destaque na Ciência” pela Unimontes como um diferencial.

“Ao instituir este prêmio, acreditamos que as questões de gênero na ciência devem ser superadas. A presença e a valorização das mulheres na pesquisa são fundamentais no momento político atual. As mulheres são mais da metade das cientistas brasileiras, mas elas ainda estão à margem dos espaços de poder no campo associativo e de gestão da ciência”, observou vice-reitora.

“A data 8 de março sempre foi um dia de luta. E nós,mulheres, professoras e pesquisadoras nas universidades, estamos juntas nas diversas batalhas, por mais valorização da ciência, mais cursos de pós-graduação e bolsas de iniciação científica, que são fundamentais para a formação de novas gerações de cientistas no Brasil”, destacou a professora Ilva Ruas.

A vice-reitora lembrou que “a igualdade de gênero em qualquer setor econômico e, particularmente, na ciência, passa necessariamente por um jeito diferente de educar nossa sociedade – não só elas, mas também eles. Ciência é coisa de mulher sim. Nós, mulheres, professoras, cientistas, mães, educadoras, precisamos mostrar esses valores, demonstrar que, movidas pela coragem e pela perseverança, as mulheres conseguiram romper um universo rigidamente masculino”, destacou.

Pró-reitora da Pesquisa da Unimontes, a professora Clarice Diniz Alvarenga Corsato apresentou a proposta do Prêmio “Mulheres em Destaque na Ciência”. enfatizando os objetivos da iniciativa em valorizar o trabalho de investigação científica e tecnológica. O evento contou também com a participação do pró-reitor adjunto de Pesquisa, professor Rafael Soares Duarte de Moura.

Foi apresentada a comissão de criação do prêmio, formada por seis docentes da Unimontes, representando cada uma das áreas de conhecimento: Adelica Aparecida Xavier (Ciências Agrárias), Mariléia Chaves Andrade (Ciências da Saúde), Patrícia Takaki Neves (Exatas), Bárbara Figueiredo Souto (Ciências Humanas), Wagner de Paulo Santiago (Ciências Sociais Aplicadas) e Dario Alves de Oliveira (Biológicas). Eles serão os responsáveis pela elaboração dos editais e pela definição dos critérios de avaliação da premiação.

HOMENAGEM ÀS PESQUISADORAS

Durante o evento comemorativo ao Dia Internacional da Mulher na Unimontes, foram prestadas homenagens às professoras pesquisadoras da Universidade, representadas pelas bolsistas de produtividade do Conselho Nacional do Desenvolvimento e Tecnológico (CNPq).

As homenageadas foram as professoras pesquisadoras Yule Roberta Ferreira Nunes e Maria Olívia Mercadante Simões, ambas do Departamento de Ciências Biológicas; Andréa Eleutério de Barros Lima Martins e Desirée Sant`Ana Haikal, do Departamento de Odontologia; Marise Fagundes Silveira, Departamento de Ciências Exatas; e Cláudia de Jesus Maia, do Departamento de História.

PALESTRA

Na oportunidade, foi proferida a palestra virtual “As Mulheres na ciência: desafios e perspectivas por meio de uma trajetória de sucesso”, pela pesquisadora Dra. Vanessa Simões Dias de Castro, brasileira que integra a equipe da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), com sede na Áustria. Ela é uma das referências mundiais no desenvolvimento de pesquisas relacionadas aos tratamentos fitossanitários (com fins quarentenários) a partir da irradiação, frio e calor junto aos Laboratórios da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da própria IAEA.

Ascom/Unimontes

Deixe um comentário