Evento em defesa de armas é cancelado em Montes Claros, depois de repercussão negativa

TIRO NO PÉ – Padaria recebeu enxurrada de mensagens de protesto contra suposta permissão para evento armamentista em suas dependências

Um pré-candidato bolsonarista a deputado federal teria envolvido indevidamente o nome da Padaria Center Pão, localizada na Avenida Mestra Fininha, num evento em favor do uso de armas, marcado inicialmente para ocorrer na manhã do próximo sábado, 25. O banner promocional informava que o ato ocorreria no 2º Piso.
Alertada por clientes do teor do encontro a empresa teria entrado em contato com os organizadores – ligados à Associação Nacional Movimento Pró-Armas (AMPA) – e negado a cessão do espaço. Ao tomar conhecimento, o Grupo de Mulheres de Esquerda de Montes Claros mobilizou pessoas a enviarem mensagens para o whatsapp da empresa, questionando a realização do evento. Em contato com o Em Cima da Notícia, a diretora de Relacionamentos da Center Pão, Juliana Dias, informou que não sabia da reunião, garantindo que foi avisada por clientes.
Segundo ela, assim que soube, fez contato com o organizador, informando que a empresa não apoia e não promove reuniões de cunho político e nem partidário. Ainda de acordo com a diretora, depois desse contato o pré-candidato retirou a divulgação de suas redes sociais, explicando que utilizou o nome apenas como ponto de referência.
Em uma das mensagens endereçadas à padaria, uma cliente questiona: “Vi um convite em defesa de armas, como assim? A padaria vai vender armas agora? Sem acreditar”. Preocupada com a repercussão negativa, a Center Pão se apressou em utilizar suas redes sociais para emitir nota em que nega a permissão para ato pró-arma.

No comunicado a padaria esclarece que “não promove e não apoia eventos de cunho político”. “Até o momento não tínhamos conhecimento desse evento e já estamos tomando todas as providências sobre o uso indevido do nosso nome nessa propaganda e garantindo que nossos clientes nãos sejam incomodados com esse tipo de evento”.
Em resposta, outra pessoa comenta: “Obrigado pelo esclarecimento. Como cliente e ser humano, preocupei-me em ver esse tipo de propaganda vindo de um estabelecimento de tanto prestígio como a Center Pão. Já vivenciamos muita violência no Brasil, para defendermos liberação das armas. Para essa aberração basta o boçal do presidente da República”.

Deixe um comentário