‘Só não vou ser candidato a senador se eu morrer’, disse Cleitinho Azevedo

Segundo o deputado estadual do PSC, Cleitinho Azevedo, quem está espalhando essa ‘especulação’ a seu respeito deve estar com medo do seu bom desempenho nas pesquisas

 O deputado estadual, Cleitinho Azevedo (PSC) negou que esteja sendo ‘jogado para escanteio’ pelo seu partido e classificou de ‘especulação’ a tese de que a legenda estaria negociando apoio à chapa do governador Romeu Zema (Novo) em troca da sua desistência de disputar o Senado. “Só não vou ser candidato ao Senado se eu morrer. Se eu não for candidato ao Senado, não serei candidato a nada”, afirmou em tom de indignação.

Segundo o parlamentar, o sistema político é ‘nojento’ e ‘covarde’ por espalhar essa ‘especulação’. Para Cleitinho, quem está fazendo isso está com medo do bom desempenho dele nas pesquisas. A última pesquisa DATATEMPO mostrou que o deputado é o segundo colocado na pesquisa estimulada para concorrer a uma cadeira ao Senado nas próximas eleições.

Desde que O TEMPO publicou matéria com informações de bastidores dando conta de que Cleitinho Azevedo poderia ser leiloado até o dia 5, data limite para os partidos definirem alianças e candidaturas, que o deputado vem recebendo dezenas de mensagens e ligações questionando a informação. Para esclarecer o que ele chamou de ‘mal-entendido’, o parlamentar fez um vídeo demonstrando toda a sua indignação e desafiando aqueles que fazendo esse tipo de ‘especulação’ a enfrentá-lo nas urnas.

Seu colega de partido, o deputado estadual Noraldino Júnior, se manifestou negando a existência de qualquer acordo pela desistência de Cleitinho. Noraldino se manifestou, inclusive, como o articulador do nome de Cleitinho para disputar o Senado.

Via O Tempo

Deixe um comentário