Definição – Reviravolta de Bolsonaro mexe no tabuleiro da eleição em Minas

Cleitinho se alivia, Viana se fortalece, Kalil comemora e Zema liga “’sinal amarelo”

O Tempo

Depois do anúncio feito pelo PL de que o presidente Jair Bolsonaro vai mesmo embarcar na campanha de Carlos Viana para o Governo de Minas e, também, na campanha de Cleitinho Azevedo (PSC) para o Senado, os bastidores da política no Estado estão fervendo.

Uma reunião ainda acontece em Brasília, mas a grande especulação agora é que Bolsonaro, irritado com a postura do governador Romeu Zema (Novo), que não quis assumi-lo como candidato em Minas, vai tentar fazer uma composição com o União Brasil, que pode indicar Bilac Pinto como vice de Viana ou até mesmo o nome do deputado federal Marcelo Freitas para a vaga.

Com isso, a candidatura de Carlos Viana ganharia força, já que o nome de Bolsonaro, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto DATATEMPO, é capaz de elevar a 16% a sua possibilidade de voto.
Com a decisão de Bolsonaro, o cenário para Zema, que voava em céu de brigadeiro, começa a ficar nublado. Quatro chapas devem disputar o estado: Zema, com Felipe Dávila; Alexandre Kalil, com Lula; Marcus Pestana, com Ciro, e, Viana, com Bolsonaro. O segundo turno, que era pouco provável em uma situação de polarização, passa a ser visto como algo possível.

Senado

Com certo alívio, o deputado estadual Cleitinho Azevedo comemora, e muito, a decisão. No fim de semana, cogitou-se uma articulação por parte do grupo de Zema e de seu candidato a senador, Marcelo Aro (PP), para retirá-lo da disputa.

Cleitinho, que, segundo o DATATEMPO, está em segundo lugar nas indicações para o Senado, perdendo, na estimulada, somente para o ex-governador e deputado federal Aécio Neves.

Também para esse cargo, a situação se complica. Marcelo Álvaro Antônio, que, até então, era o candidato de Bolsonaro, perde a vez. Aro e Alexandre Silveira (PSD) colocam as barbas de molho. Aécio precisa dar uma resposta, e Cleitinho passa a ser visto como favorito, caso o tucano desista do cargo.

Definições

Com os anúncios dessa tarde, o cenário em Minas parece que já tem palanque para os principais presidenciáveis: Veja lista:

Alexandre Kalil (PSD)
André Quintão (PT)
Alexandre Silveira (PSD)
Lula (PT)

Romeu Zema (Novo)
Mateus Simões (Novo)
Marcelo Aro (PP)
Felipe D’ávila (Novo)

Carlos Viana (PL)
Alguém do União Brasil (sem confirmação)
Cleitinho Azevedo (PSC)
Jair Bolsonaro (PL)

Marcus Pestana (PSDB)
Alguém do Cidadania ou do PDT (sem confirmação)
Aécio Neves (PSDB) (sem confirmação)
Ciro Gomes (PDT)

Deixe um comentário