Torcedor do Galo denuncia transfobia no Mineirão: ‘Querendo se passar por homem’

Lucas Belleno tem 25 anos e é frequentador assíduo do estádio | Foto: Instagram/reprodução

Segurança homem teria se recusado a realizar as buscas pessoais no jovem trans

Um torcedor do Atlético de 25 anos denunciou ter passado por transfobia antes do jogo do time contra o Athletico, no último domingo (7), no Mineirão. Lucas Belleno, morador de Belo Horizonte, afirmou ter sido vítima do crime pela equipe de segurança contratada pelo estádio.

Conforme o boletim de ocorrência, na entrada Norte da esplanada, o jovem se dirigiu à revista masculina, já que se considera um homem trans. Lá, ouviu que deveria ir para as buscas femininas.

Após reclamar, ouviu um supervisor da segurança dizer que era “só mais uma mulher querendo se passar por homem”. Somente após a Polícia Militar ser acionada, Lucas foi revistado por homens.

Outro lado

Conforme o supervisor, de 35 anos, contou à polícia, o torcedor do Galo chegou à área de revista masculina, porém, por ter aparência feminina, foi orientado a procurar por seguranças mulheres para efetuarem as buscas pessoais.

Após presença policial, a revista foi feita por um homem, normalmente. No entanto, o profissional teria sido xingado por familiares de Lucas, que o chamaram de “palhaço, retardado e homofóbico”.

Em nota, o Mineirão informou que lamenta e repudia qualquer ato de LGBTfobia em suas dependências. Além disso, afirmou que apura o caso e que está à disposição das autoridades para investigação.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil.

Fonte: Jornal O Tempo

Deixe um comentário