Sem aumento na aprovação do governo, chance de reeleição de Bolsonaro cai a 23%,

Estudo do economista Maurício Moura, presidente empresa de pesquisas Ideia, aponta que as chances de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) estão diretamente vinculadas a duas variáveis fora do tradicional índice de intenção de votos: a aprovação e reprovação do governo. De acordo com o estudo a partir do histórico de reeleição e aprovação de governos estaduais e federais, um índice de apoio acima de 50% daria ao presidente ou governador uma probabilidade de reeleição de 86%. Mas a média atual de eleitores que consideram o governo Bolsonaro ótimo ou bom de 34% na pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta quinta-feira limita suas chances 23%.

A boa notícia para Bolsonaro na curvas das últimas pesquisas é que a aprovação ao governo tende a subir, mais pela redução no preço dos combustíveis do que pelo reajuste no Auxílio Brasil. A má notícia é que a desaprovação ao governo segue alta demais, 46% — compara Moura.

Entre os mais pobres, 54% consideram o governo Bolsonaro ruim ou péssimo.

Histórico de pesquisas levantadas por Moura mostra que hoje o governo Bolsonaro tem uma avaliação positiva levemente maior que o de Dilma Rousseff em agosto de 2014, mas a desaprovação é muito maior.

— O saldo do governo é deficitário. O obstáculo de Bolsonaro será transformar a desaprovação em avaliação regular, depois para positiva e, finalmente, convencer este eleitor a votar pela reeleição. Tudo isso em pouco mais de um mês de campanha — analisa Moura

Correlação entre rejeição a Bolsonaro e voto em Lula no segundo turno

Na pesquisa Exame/Ideia, o ex-presidente Lula (PT) lidera com 44% das intenções de voto, mesmo número de julho. Já Bolsonaro saiu de 33% para 36%. O aumento de julho para agosto está na margem de erro da pesquisa e três pontos percentuais para mais ou para menos e é o mesmo que o presidente ostentava em junho.

A análise da simulação para o segundo turno aponta outro obstáculo para Bolsonaro, sua rejeição. Metade dos eleitores entrevistados pela Exame/Ideia diz que Bolsonaro não merece ser reeleito, índice similar aos 49% obtidos por Lula contra o presidente na simulação de segundo turno.

— Existe uma correlação entre a rejeição ao presidente a votação de Lula no segundo turno. Comparando com eleições anteriores no Brasil e outros países, esse índice coloca o presidente em uma situação delicada — Moura.

Fonte: O Globo

Deixe um comentário

sky77 liveslot168 luck365 qqmacan kingceme agen338 maxwin138 mantap168 koko303 bosswin168 slot5000 dewagame vegas4d lemacau gen777 okeplay777 ligaplay88 idngg gem188 kaisar888 mild88 toto slot sbobet idn poker gas138 ajaib88 menang123 megahoki88 luxury333 kdslots777 gas138 vegasgg brobet77 jakartacash  vegas77 pokerseri warungtoto autowin88 judi online