Justiça obriga Zema deletar posts falsos e fazer retratação ao ex-governador Pimentel

O candidato à reeleição e governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), compartilhou, na noite deste sábado (3), um post de retratação a Fernando Pimentel (PT), que disputará uma vaga na Câmara dos Deputados.

Em agosto deste ano, Zema acusou o antecessor no cargo de ter mantido 50 mil funcionários comissionados no governo. O Judiciário ordenou que o candidato apagasse a postagem das redes sociais e fizesse uma retratação.

“No dia 7/8/2022, Romeu Zema publicou mentiras nas redes sociais, afirmando que Fernando Pimentel teria mantido 50 mil cargos comissionados no Governo do Estado. Na mesma publicação mentirosa, Zema disse que teria realizado uma drástica redução de tais cargos.

A Justiça Eleitoral reconheceu que as afirmações de Zema são falsas e concedeu este Direito de Resposta. A Lei Delegada nº. 147, de 2007, prevê 6.200 cargos em comissão atribuídos ao Poder Executivo. O número manifestado por Romeu Zema é, portanto, falso, mentiroso.

Com isso, ficou claro que Pimentel não manteve 50 mil cargos durante seu governo, e que Zema não promoveu nenhuma limpa, conforme mentira divulgada para se autopromover”.

Deixe um comentário