Ilan Goldfajn é eleito presidente do BID; primeiro brasileiro no cargo

Ex-presidente do Banco Central é o primeiro brasileiro escolhido para comandar o Banco Interamericano de Desenvolvimento, sediada nos Estados Unidos. Indicado pelo governo Bolsonaro, assumiu bandeiras de Lula na campanha para o banco

O ex-presidente do Banco Central do Brasil, Ilan Goldfajn (2016-19), foi eleito neste domingo (20) o novo presidente do BID (Banco Interamericano do Desenvolvimento). Ele será o primeiro brasileiro a comandar a instituição. Indicado ao posto pelo governo Jair Bolsonaro, houve pressão contra ele por alguns integrantes do PT, mas ele assumiu as bandeiras do presidente eleito na campanha à presidência do BID.

Goldfajn foi eleito em primeiro turno na votação da Assembleia de Governadores, que reúne representantes dos países que compõem o banco.

Atualmente, o economista atua como diretor de Hemisfério Ocidental do FMI (Fundo Monetário Internacional), cargo do qual se licenciou para disputar a eleição do BID.

Ele concorreu com outros quatro candidatos: a argentina Cecilia Todesca Bocco; o mexicano Gerardo Esquivel; o chileno Nicolás Eyzaguirre; e Gerard Johnson, de Trinidad e Tobago. Foi favorecido pela retirada do nome de Bocco pelo governo argentino.

O ex-ministro petista da Fazenda Guido Mantega chegou a enviar um email à secretária do Tesouro americano, Janet Yellen, pedindo que o pleito fosse adiado por 45 a 60 dias. A eleição, porém, não foi adiada e a renúncia de Mantega na quinta-feira, a seu cargo no governo de transição, consolidou a candidatura do ex-presidente do BC.

Apesar de indicado pelo governo Bolsonaro, as prioridades de Goldfajn apresentadas durante o processo seletivo do banco se alinhaeam às de Lula e incluíam combater a fome, promover a cooperação entre países, fomentar crescimento com inclusão social, diversidade e preservação ambiental.

Fundado há 63 anos, o BID é considerado o maior e mais antigo organismo financeiro multilateral do mundo e financia projetos de desenvolvimento econômico, social e institucional na América Latina e no Caribe. Tem 48 países membros e sede em Washington (EUA).

Deixe um comentário

sky77 liveslot168 luck365 qqmacan kingceme agen338 maxwin138 mantap168 koko303 bosswin168 slot5000 dewagame vegas4d lemacau gen777 okeplay777 ligaplay88 idngg gem188 kaisar888 mild88 toto slot sbobet idn poker gas138 ajaib88 menang123 megahoki88 luxury333 kdslots777 gas138 vegasgg brobet77 jakartacash  vegas77 pokerseri warungtoto autowin88 judi online