Juíza duvida que Chico Buarque é autor de ‘Roda viva’ e decide a favor de Eduardo Bolsonaro

A juíza substituta do 6º Juizado Especial Cível da Comarca de Capital Lagoa, Monica Ribeiro Teixeira, indeferiu o pedido de Chico Buarque, que processou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) por usar a canção “Roda Viva” como trilha sonora em post nas redes sociais.

A publicação do filho do presidente Jair Bolsonaro (PL) exibia a imagem de simpatizantes do chefe do Executivo processados por atentarem contra a democracia e concluía que “o Brasil está sob censura”.

De acordo com informações do colunista Ancelmo Gois, do Globo, Monica Ribeiro argumentou na decisão que falta comprovação de que “Roda Viva” é mesmo de Chico Buarque. João Tancredo, advogado do artista, recorreu da decisão.

Segundo dados do Ecad, “Roda Viva” está entre as 13 músicas mais regravadas de Chico Buarque. Além disso a canção, que foi lançada em 1968, soma 67 regravações cadastradas

DCM

Deixe um comentário