Wagner de Paulo Santiago é o novo reitor da Unimontes

Ele se reuniu com o governador para discutir os rumos da Universidade Estadual de Montes Claros, que comandará até dezembro de 2026 (Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG)

O governador Romeu Zema formalizou a posse, nesta quinta-feira (12/1), do novo reitor da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) , Wagner de Paulo Santiago, e o vice-reitor, Dalton Caldeira Rocha, na tarde desta quinta-feira (12/1), na Cidade Administrativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Wagner de Paulo Santiago foi escolhido por Zema dentro da lista tríplice enviada pelo Conselho Universitário, a partir de votação da comunidade acadêmica, para ficar à frente da reitoria da Unimontes até dezembro de 2026. Ele foi o segundo mais votado, com 34,18%. Já Dalton Caldeira Rocha obteve 31,11% dos votos para o cargo de vice.

“A Unimontes é um agente de desenvolvimento social e econômico, e precisamos estar atentos à realidade, com o ensino passando por mudanças e melhorias”, disse o governador durante o encontro.

O reitor apresentou seu planejamento e lembrou a dimensão da atuação da Unimontes, que abrange 342 municípios das regiões do Norte, Noroeste e Central do estado, além do Vale do Jequitinhonha, englobando cerca de 40% do território mineiro. “Queremos fazer uma gestão de excelência que traga bons resultados para o povo mineiro, desde o ensino, extensão, pesquisa, prestação de serviço, pelo nosso hospital universitário, por exemplo, dando retorno para a nossa sociedade”, enfatizou Wagner de Paulo Santiago, estabelecendo alguns objetivos. “Vivemos um momento de mudanças, queremos ampliar o número de alunos, reduzir a evasão, oferecer novos cursos e verificar as necessidades do mercado de trabalho, para podermos atender a nossa sociedade”.

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

Em 2022, a universidade chegou aos seus 60 anos de existência com franca expansão das atividades de ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão. A prestação de serviços é incrementada, especialmente, na área de saúde, por intermédio do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF). Como atendimento gratuito, bancado exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o HUCF também se destacou como referência regional no atendimento aos pacientes contaminados pelo coronavírus, salvando vidas durante a pandemia de covid-19.

Reitor

Wagner de Paulo Santiago é vinculado ao Departamento de Ciências Contábeis, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), e é docente do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico e Estratégia Empresarial (PPGDEE), com a linha de Pesquisa: Estratégia e Finanças Empresariais.

O novo reitor tem mais de 30 anos de atividade profissional, e 27 anos dedicados à Unimontes, da qual é egresso. Além de docente, ele já exerceu diversas funções na universidade, como chefe do departamento de Ciências Contábeis, coordenador do curso de Ciências Contábeis, auditor-geral, presidente da Comissão Técnica do Vestibular e pró-reitor de Planejamento, Gestão e Finanças.

Santiago já foi secretário municipal de Planejamento e Gestão de Montes Claros, e provedor-adjunto do Hospital Aroldo Tourinho, também no município do Norte de Minas.  Além disso, já trabalhou como contador e auditor em diversas empresas privadas, e tem experiência nas áreas de contabilidade e administração pública.

Ele possui graduação e especialização em Ciências Contábeis pela Unimontes, e tem mestrado e doutorado em gestão pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Vice

O vice-reitor, Dalton Caldeira Rocha, é graduado em Direito pela Unimontes e possui mestrado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). É docente na Unimontes desde 1993, com atuação no departamento de Direito Público Adjetivo. É membro do Conselho Diretor da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Montes Claros (Acimoc). Foi presidente da 11ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Montes Claros e diretor acadêmico do Centro Universitário FIPMoc (Faculdades Integradas Pitágoras).

Universidade

A Unimontes oferece atualmente 61 cursos de graduação e 21 cursos próprios de mestrado e doutorados, com mais de 13 mil alunos e cerca de 2.900 funcionários, entre professores, servidores técnico-administrativos efetivos e terceirizados nos seus 11 campi. Fundada em 1962, a instituição também tem reforçado a modalidade de ensino à distância, por meio do Centro de Educação a Distância (Cead), abrangendo 27 municípios.

Fonte: Secom/MG

Deixe um comentário