Lula demite comandante do Exército mas mantém o ministro da Defesa

Presidente Lula e José Múcio, ministro da Defesa. Foto: Divulgação Lula/Ricardo Stuckert

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) demitiu, neste sábado 21, o comandante do Exército, Júlio Cesar de Arruda.

O militar havia assumido interinamente o comando do Exército em 30 de dezembro, ainda no governo de Jair Bolsonaro (PL)

O novo comandante do Exército será Tomás Miguel Ribeiro Paiva, atual comandante da regional Sudeste. Na quarta-feira 18, Paiva fez uma declaração incisiva contra os atos golpistas ocorridos na sede dos Três Poderes, em Brasília (DF), cobrando respeito ao resultado das eleições de outubro.

Múcio continua

Mesmo tendo sido contra desmobilizar os QG’s bolsonaristas, pois, segundo ele, as movimentações de saída seriam espontâneas e qualquer ação para dispersá-los poderia causar tumulto e ataques. Opinião que causou grande desconforto entre diversos integrantes dos partidos aliados ao governo. E aumentou após os atos terroristas realizados por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro, — maioria oriunda dos acampamentos golpistas, o presidente Lula manteve Múcio no ministério. “Quem coloca ministro e tira ministro é o presidente da República. O José Múcio foi eu que trouxe para cá e ele vai continuar sendo meu ministro porque eu confio nele“, disse o presidente

Deixe um comentário