Velho Chico Vive debate os conflitos socioambientais que ameaçam o Norte de Minas

Acontecerá nessa quarta-feira (07) a segunda formação virtual do Velho Chico Vive, com um importante debate sobre os conflitos socioambientais que ameaçam a região do Norte de Minas Gerais, com a participação da Comissão Pastoral da Terra CPT, da Cáritas-MG, do Mandato Popular da Deputada Leninha e da professora da UNIMONTES, Cláudia Luz.

Estudo inédito com uma matriz de riscos ambientais, elaborada a partir da análise de empreendimentos de geração de três diferentes fontes, revela que hidrelétricas apresentam maior potencial de danos ao meio ambiente que termelétricas a gás natural e usinas eólicas. O documento lançado na semana passada em evento online do Instituto Escolhas traz um guia para a incorporação da variável ambiental pelo setor financeiro, na avaliação de financiamentos para o setor elétrico e demais áreas de infraestrutura.
A análise concluiu que as hidrelétricas apresentam 46 tipos de risco, listando supressão de vegetação, interferência com a pesca e atividades extrativistas e relocação involuntária de população.

Leia também:

Comunidades tradicionais e organizações se manifestam contrárias à construção da Barragem Formoso

Deixe um comentário