Apoiadores de Bolsonaro, que não aceitam a derrota do presidente nas urnas, bloqueiam estradas pelo Brasil

O governador reeleito de Minas Gerais Romeu Zema (Novo) afirma que solicitou às forças de segurança estaduais que conduzam a desobstrução de estradas no Estado, que estão total ou parcialmente fechadas por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) que não aceitam a derrota do presidente nas urnas.

O governador, que apoiou Bolsonaro no segundo turno, disse, nesta terça-feira (1°), em uma rede social que é preciso garantir o direito de ir e vir das pessoas e impedir que haja desabastecimento de alimentos e outros produtos.

“Já solicitei às nossas forças de segurança que tomem as medidas necessárias para desobstruir qualquer via ou qualquer estrada que esteja interditada por manifestação. A eleição já acabou e agora nós temos que garantir o direito das pessoas de ir e vir e também que as mercadorias cheguem onde precisam para não haver desabastecimento. Vamos cumprir a lei”, disse Zema na manhã desta terça-feira.

A decisão de Zema vem após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar que as Polícias Militares, subordinadas aos governadores, multem e até prendam caminhões e manifestantes que mantiverem bloqueios em rodovias pelo país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =