TEMER TERÁ DE PROVAR QUE ‘A MALA DE DINHEIRO NÃO ACONTECEU’, DIZ JANOT

– Responsável por denunciar duas vezes Michel Temer, o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot afirmou que o emedebista terá sustentar que “a mala de dinheiro não aconteceu. Que a compra do silêncio (de Eduardo Cunha) não aconteceu”. “Eu acho que ele vai ter alguma dificuldade de produzir essa prova técnica para se contrapor a toda a prova que já existe nesses dois processos. Os advogados do presidente vão ter muito trabalho”, disse Janot, em Bogotá, durante entrevista concedida à BBC Brasil.

O ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR) foi filmado com uma mala de dinheiro (R$ 500 mil), que seriam a primeira parcela de uma negociação de propina com a JBS para o congressista agilizar um processo junto ao Cade de uma usina termelétrica do grupo J&F.

Por sua vez, na primeira denúncia Temer foi acusado de corrupção passiva, e na segunda de organização criminosa e obstrução judicial, sendo o primeiro ocupante da presidência denunciado por corrupção.

Leia a íntegra da entrevista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =