“Parei na esquina, tirei o capacete e olhei umas meninas, 3 ou 4, bonitas. De 14 ou 15 anos arrumadinhas em pleno sábado em uma comunidade. Pintou um clima, voltei e perguntei ‘posso entrar na sua casa?’”
Jair M. Bolsonaro, presidente do Brasil

 O apelido de Bolsonaro no comitê de campanha, depois do ‘pintou um clima’
Ninguém, no comitê bolsonarista, teve coragem de dizer na frente do presidente, claro, mas muita gente ficou insatisfeita com a postura do presidente nesse episódio das meninas venezuelanas.

Com todo mundo trabalhando pesado para conquistar votos a Jair Bolsonaro, ele, como de costume, acabou fazendo gol contra ao criar problemas sua língua sem freios.

Entre aliados frustrados com seu erro na desastrosa fala sobre as venezuelanas, o “pintou um clima”, Bolsonaro ganhou um apelido: “Tio Sukita” (Radar Revista Veja)

Quem é o Tio Sukita?
No anos 1990, o refrigerante Sukita lançou um comercial que ficou famoso graças ao cinquentão sem noção, conhecido como o tio da Sukita. Na década de 1990, uma campanha lançada para o refrigerante da marca Sukita ficou muito famosa na TV, isso, graças ao tio da Sukita.

Tebet para Bolsonaro: ‘Lugar de pedófilo é na cadeia!’

A senadora Simone Tebet (MDB) chamou nesta sexta-feira (21) o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, de pedófilo e afirmou que “lugar de pedófilo é na cadeira”.
Terceira colocada na disputa presidencial no primeiro turno das eleições deste ano, Tebet falou sobre a declaração de Bolsonaro de que “pintou um clima” com adolescentes venezuelanas.
“Eu quero dizer que a Claudilene [Costa, é professora do Vale do Jequitinhonha] foi muito delicada quando ela disse que ‘pintou um clima’ é crime. É mais do que isso, isso é pedofilia, e lugar de pedófilo é na cadeia. Eu não tenho medo, eu já chamei o presidente de covarde, e não tenho medo de dizer que ele cometeu um crime”, afirmou ela.

A declaração da senadora aconteceu durante ato político do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Teófilo Otoni, Minas Gerais.
De acordo com registro do portal Metrópoles, o ex-presidente e apoiadores seguravam uma flor amarela, símbolo da campanha Faça Bonito, movimento que combate a violência sexual contra crianças e adolescentes.
“Quando tirarem a faixa dele [de Jair Bolsonaro], e o povo vai tirar, nós veremos as rachadinhas, veremos a compra de mansões com dinheiro vivo, veremos os escândalos de corrupção desse governo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 10 =