‘Misturei ração no feijão pra ter o que comer’, diz morador de Igarapé

 Jorge Gomes Nonato, morador do município de Igarapé, tem misturado a comida dos cães ao feijão para poder se alimentar. Índices de miséria e fome dispararam na gestão do atual presidente
O vídeo de um morador de Igarapé (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, chocou o país nos últimos dias. Gravadas por um amigo, as imagens mostram Jorge Gomes Nonato, de 51 anos, em condições de miséria absoluta, vivendo numa casa humilde de três cômodos que não tem banheiro, junto de seus cachorros.

Desempregado há seis anos, o homem conta que sua situação tem se agravado muito e revela que muitas vezes precisa usar a ração dada aos cães, depositadas num balde de 15kg, para se alimentar, misturando o produto ao pouco feijão que consegue.

“Aqui estava faltando tudo: alimento, uma vida melhor, emprego. Muitas vezes não tinha nada aqui e, por isso, comi a ração. Ficar com fome não pode. A ração tem nutrientes, carne, osso. Misturei a ração no feijão para ter o que comer”, explicou o homem que está sem trabalho à reportagem do jornal O Tempo.

YouTube player

Depois que as imagens foram divulgadas na internet, Nonato viu-se numa situação um pouco melhor, já que muitas doações de alimentos foram encaminhadas ele. As secretarias de Assistência Social e de Saúde de Igarapé informaram que irão ao local para dar o auxílio necessário a Nonato, assim como uma servidores do Departamento de Zoonoses, para examinarem seus cães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + dezesseis =