As igrejas perderam membros e contribuições nos últimos anos, segundo a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (29). O hábito de frequentar igrejas mais de uma vez por semana ainda é alto entre os evangélicos, mas essa fatia caiu de 65% para 53% nos últimos seis anos, se comparadas pesquisas Datafolha feitas em 2016 e 2022.​

Todas as religiões tiveram uma contração, entre os fiéis que costumavam ir semanalmente a pelo menos dois cultos. Dos entrevistados que declaram alguma fé, 29% têm uma rotina de devoção intensa. Em 2016, eram 34%.

Os evangélicos são mais generosos do que católicos nas contribuições financeiras para suas igrejas: 42% afirmam contribuir sempre, enquanto 34% do outro lado cristão doam regularmente.

Os seguidores do Vaticano mantiveram a mesma taxa de doação. Houve uma queda de 14 pontos percentuais entre 58% dos crentes que relataram repassar dízimos e ofertas em 2016.

O Datafolha realizou entre os dias 22 e 23 de junho entrevistas com 2.556 pessoas em 181 cidades, com questionamentos sobre a experiência religiosa no Brasil. A margem de erro é de dois pontos percentuais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 1 =