Caso o condutor não apresente a documentação em dia, o veículo pode ser removido para o pátio, além de multa e perda de pontos na carteira

Confira quem deve apresentar o CRLV 2023 a partir desta sexta-feira (1/9)(foto: Sejusp/Divulgação)

O Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV 2023), mais conhecido como o documento do carro, começa a ser cobrado nesta sexta-feira (1/9) em Minas Gerais.

O documento será exigido para veículos de placa com final 1, 2 e 3. Para os donos de veículos com placa 4, 5 e 6, a documentação será cobrada a partir de 1° de outubro, e placas 7, 8, 9 e 0 no dia 1° de novembro.

Caso a pessoa não apresente a documentação em dia, a Coordenadoria Estadual de Gestão de Trânsito (CET-MG) informa que a multa é de R$ 293,47, sendo infração gravíssima, com perda de sete pontos na carteira e remoção do veículo para um pátio credenciado.

Mineiros com Ipva atrasado

De acordo com a Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), em Minas Gerais, mais de 3 milhões de veículos estão com o IPVA atrasado. Isso representa 28% da frota de 11.005.390.

Outros débitos que também limitam a emissão do CRLV são a Taxa de Licenciamento (TRLAV) em atraso e multas de trânsito. Ainda segundo a SEF, da frota tributável de 10.998.761 de veículos, 27% não estão em dia com o tributo.

Já a Coordenadoria Estadual de Gestão de Trânsito (CET-MG) informa que 1.639.382 veículos no estado possuem multas pendentes de quitação.

Veja o calendário de cobrança do CRLV 2023 em Minas:

Como acessar o CRLV

Por meio do site Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MG), é possível verificar se existem pendências e também imprimir o CRLV.
Para acessar o documento, basta informar a placa, o número do Certificado de Registro do Veículo (CRV), o Renavam e, por fim, o CPF ou CNPJ. A impressão deve ser de boa qualidade, em papel sulfite branco e no formato A4, com tinta preta, em página única, possibilitando a leitura do QR-Code.
O serviço também está disponível no aplicativo MG App, no portal de serviços da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) ou no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).
Fonte: EM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezenove =