No dia 1º de março é celebrado o Dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis, uma data criada para homenagear aqueles que são os principais responsáveis pelo sucesso da coleta seletiva. Em Montes Claros, a Prefeitura tem estruturado cada vez mais os galpões de coleta seletiva existentes na cidade através do projeto “Recicla aos Montes”, realizado em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais e parceiros da sociedade civil com o objetivo de proporcionar renda aos catadores de material reciclável, reduzindo assim a quantidade de resíduos sólidos encaminhados ao aterro sanitário.

Graças ao projeto, atualmente centenas de catadores e catadoras de Montes Claros têm conquistado reconhecimento e valorização, garantindo a independência desses trabalhadores, através de associações e cooperativas.

Guilherme Guimarães, vice-prefeito e secretário municipal de Serviços Urbanos, destaca que a Administração não tem medido esforços para estruturar ainda mais as associações. “O projeto ‘Recicla aos Montes’ tem como princípio mais importante a redução de custos com o enterramento do lixo. E, dentro do projeto, uma das medidas mais importantes é a valorização do catador e da catadora, porque eles são de extrema importância nesse processo de gestão dos resíduos sólidos”, observa.

Para o presidente da Casa de Acolhimento Amor e Vida, Josmar Xavier, que administra um galpão de coleta de material reciclável em parceria com a Prefeitura de Montes Claros, a coleta seletiva teve um avanço muito grande e melhorou significativamente a vida dos catadores da cidade. “O catador, que eu defino como agente ambiental, tem uma importância imensurável. Os materiais recicláveis que eles recolhem garantem mais dignidade e uma melhor qualidade de vida para eles”, afirma.

Cecília Maria da Rocha Alves trabalha na Casa de Acolhimento e Vida há cerca de dois anos. Para ela, a profissão de catadora foi um resgate da dignidade e uma nova oportunidade que a vida lhe deu. “Morei nas ruas por muitos anos e tinha perdido a esperança quando fui resgatada pela casa. Hoje, ser catadora é a redenção de uma nova vida. Avançamos muito e hoje podemos ver a importância que tem o catador e o carroceiro. Eles fazem parte do sistema de coleta e isso proporciona uma cidade mais limpa, além de proporcionar renda e trabalho para centenas de pessoas”, destaca.

O Dia Mundial dos Catadores – A data é celebrada em todo planeta em memória de um massacre ocorrido na Colômbia em 1992, onde morreram, brutalmente assassinados, 11 catadores. A data tem por objetivo conscientizar a população mundial sobre a luta, o reconhecimento e a valorização do trabalho realizado pelos catadores.

Via – Prefeitura de Montes Claros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + dois =