A presidenta eleita deposta pelo golpe de 2016, Dilma Rousseff, e o ex-chanceler do República, Celso Amorim, concederam entrevista coletiva para a imprensa internacional. Eles denunciaram os atos de fascismo e a violência contra a Caravana de Lula pelo Sul do Brasil.

A coletiva aconteceu nesta segunda-feira, 26 de março, às 15 horas, a jornalistas estrangeiros no hotel Rio Othon Palace, na Avenida Atlântica, 3264, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Dilma e Amorim trataram dos ataques ocorridos à Caravana Lula pelo Brasil, por milícias no interior do Rio Grande do Sul, na semana passada. A ex-presidente e o ex-ministro falaram ainda sobre a conjuntura política brasileira e os riscos à democracia brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 14 =