O arcebispo metropolitano de Montes Claros, Dom José Alberto Moura, foi homenageado nesta segunda-feira (22),  com uma missa em ação de graças pelos seus 75 anos de idade. É que ele completará essa data amanhã (23) e, pela legislação católica, terá que se aposentar automaticamente do cargo. Isso implica que ele se afastará da função de arcebispo titular.

O seu substituto será o atual arcebispo coadjutor Dom João Justino Medeiros. Porém a posse somente será realizada oficialmente quando Dom José Alberto Moura renunciar ao cargo e o papa Francisco nomear o novo arcebispo titular. Dom José Alberto já deliberou em morar em Uberlândia, com sua família.

Nascido em Ituiutaba, no dia 23 de outubro de 1943, Dom José Alberto é da congregação dos Estigmatinos. Foi ordenado Presbítero em 9 de janeiro de 1971 e desempenhou as funções de Vigário paroquial na Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho, no Alto da Mooca, em São Paulo, além de ser reitor do seminário Estigmatinos, Vigário paroquial na paróquia Estigmatina em Brasília. Foi promotor vocacional da sua família religiosa, desempenhando também o cargo de professor.

Filho de Paterno Moura e de Maria Marcelina de Jesus, ele foi nomeado bispo Coadjutor de Uberlândia pelo Papa João Paulo II em 18 de abril de 1990, recebendo a ordenação Episcopal em 14 de julho de 1990. Foi nomeado pelo papa Bento XVI arcebispo metropolitano de Montes Claros em 7 de fevereiro de 2007.

Iniciou seu ministério como Arcebispo de Montes Claros no dia 14 de abril do mesmo ano em Celebração na Catedral. Recebeu o pálio das mãos do Papa Bento XVI no dia 29 de junho do mesmo ano. Foi presidente da Comissão Episcopal do Ecumenismo e do Diálogo Inter-religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, bem como presidente do Regional Leste II- CNBB.

Com Jornal Gazeta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − onze =