O Judiciário acusará formalmente o ex-presidente dos EUA de ter guardado ilegalmente documentos de segurança nacional

trump

– O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump (Partido Republicano) se entregou nesta terça-feira (13) à justiça americana e está sob custódia. O Judiciário acusará formalmente o ex-mandatário norte-americano de ter guardado ilegalmente documentos de segurança nacional quando deixou o cargo e mentiu para autoridades que tentaram recuperar o material. O indiciamento de um ex-presidente dos EUA por acusações federais não tem precedentes na história americana.

Fotos incluídas na acusação mostram caixas de documentos armazenadas no palco de um salão de baile, em um banheiro e espalhadas pelo chão de um depósito. De acordo com a acusação, Trump conspirou com Walt Nauta, um assessor, para manter documentos confidenciais e escondê-los de um grande júri federal. Nauta, que trabalhou para Trump na Casa Branca e em Mar-a-Lago, deveria aparecer com Trump.

Será a segunda visita de Trump à Justiça nos últimos meses. Em abril, ele se declarou inocente das acusações estaduais em Nova York por conta de um pagamento clandestino a uma estrela pornô.

Trump proclamou repetidamente sua inocência e acusa o governo do presidente democrata Joe Biden de atacá-lo. Ele chamou o procurador especial Jack Smith, que lidera a acusação, de “odiador de Trump” nas redes sociais na terça-feira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =