“O decreto de intervenção do presidente Michel Temer é uma medida extrema para lidar com a situação grave de segurança pública no Estado do Rio de Janeiro”, disse a pré-candidata Marina Silva, na nota em que expressa seu apoio à intervenção militar no Rio de Janeiro, que já trouxe de volta a censura

 Confira, abaixo, a íntegra a reportagem de Wilson Dias, da Agência Brasil

O decreto de intervenção do presidente Michel Temer é uma medida extrema para lidar com a situação grave de segurança pública no Estado do Rio de Janeiro.

A incapacidade do governo estadual do RJ de enfrentar as milícias, o crime organizado e a escalada da violência, que tem ceifado e ameaçado a vida da população, é uma realidade que também aflige outras regiões do país.

A crise política e administrativa no estado do Rio de Janeiro agrava ainda mais a situação. Essa medida imediata de intervenção reflete também a inação de sucessivos governos federais que negligenciaram a pauta da segurança pública deixando apenas para os estados a responsabilidade de enfrentar um problema complexo, que deveria ser tratado de maneira nacionalizada e integrada entre os entes federativos para promover ações mais efetivas e duradouras.

No âmbito de uma federação democrática, a medida mais traumática é a intervenção federal. Só espero que esta tenha sido precedida do mais responsável planejamento, para que a respectiva execução, de fato, traga a devida proteção e amparo à sofrida população do Rio de Janeiro, em lugar de aumentar suas agruras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + onze =