Mais de 4,6 milhões de pré-inscrições foram feitas até sexta. Para confirmar a inscrição, os candidatos não isentos precisam pagar a taxa de R$ 85 até esta quarta-feira (21)

O número de pré-inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano teve um aumento de 8,2%. Foram mais de 4,6 milhões de inscrições até sexta-feira (16), quando terminou o prazo, frente 4,3 milhões em 2022. Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação da prova.

“O Inep recebeu 4.673.333 pré-inscrições para o Enem deste ano, revertendo uma curva histórica de queda. Nós estamos trabalhando para que os nossos jovens possam voltar a sonhar com mais oportunidades, para que conquistem o seu diploma na universidade”, disse o ministro da Educação, Camilo Santana, pelas redes sociais.

Desde 2017, o exame vinha sofrendo queda no número de inscritos. Naquele ano, foram 6,1 milhões. Em 2022, esse número caiu para quase a metade, com pouco mais de 3,3 milhões de candidatos.

Para confirmar a inscrição, os candidatos não isentos precisam pagar a taxa de R$ 85 até esta quarta-feira (21). Após esse prazo, o Inep terá o número final de inscritos no exame. As provas serão aplicadas nos dias 5 e 12 de novembro em todo o país. A aplicação do Enem PPL (para pessoas em privação de liberdade) e reaplicação ocorrem nos dias 12 e 13 de dezembro. A divulgação do gabarito será no dia 24 de novembro e os resultados sairão no dia 16 de janeiro de 2024.

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é a principal forma de acesso à educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (Prouni).

É também utilizado por instituições de ensino públicas e privadas para selecionar estudantes, com os resultados sendo utilizados como critério nos processos seletivos. O exame serve ainda de parâmetro para acesso a auxílios governamentais, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Para mais informações, acesse a página do Inep.

Com informações da Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − dez =